Estratégias e barreiras na aderência a terapia antirretroviral

Autores

  • Vitória Liduenha Vilas Boas
  • Lara Esteves de Oliveira Almeida
  • Renata Jardim Loures
  • Letícia Coutinho Lopes Moura
  • Marcos de Assis Moura UFJF

DOI:

https://doi.org/10.34019/1982-8047.2018.v44.13955

Palavras-chave:

HIV, Adesão à medicação, Síndrome de imunodeficiência adquirida, Sorologia da AIDS, Terapia antirretroviral de alta atividade

Resumo

O principal objetivo do monitoramento de adesão a terapia antirretroviral (TARV) é manter os portadores do Vírus da Imunodefi ciência Humana (HIV) com carga viral indetectável. A adesão do paciente à TARV é um processo dinâmico, multifatorial que requer decisões compartilhadas e corresponsabilizadas entre o
usuário do serviço, a equipe de saúde e a rede social de apoio, visando atender às singularidades socioculturais, melhorando a qualidade de vida dos pacientes com HIV. Existem vários nos métodos de avaliação da aderência disponíveis, com diferentes implicações para as práticas clínicas e de pesquisa, porém não está defi nido um método padrão-ouro. Tendo em vista que a efetividade da terapia depende diretamente do engajamento dos pacientes, o estudo visa expor, mediante revisão de literatura, as principais barreiras encontradas nesse contexto e as diversas estratégias utilizadas na prática clínica para promover a adesão integral dos indivíduos portadores de HIV ao tratamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos de Assis Moura, UFJF

Departamento de Clínica Médica, Faculdade de Medicina, Universidade Federal de Juiz de Fora –UFJF, Juiz de Fora, MG.

Referências

BANDEIRA D. Adesão ao tratamento antirretroviral: uma intervenção multiprofi ssional. Revista de Enfermagem do Centro-Oeste Mineiro, v. 6, n. 3, 2016.

BELTRAN, M. A.; GIL, R. A.; NASIFF, V. Non-compliance with antiretroviral treatment and undetectable HIV viral load. Medicina (B Aires), v. 78, n. 5, p. 378-379, 2018.

BONNER, K. Viral load monitoring as a tool to reinforce adherence: a systematic review. JAIDS Journal of Acquired

Immune Defi ciency Syndromes, v. 64, n. 1, p. 74-78, sep. 2013.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Programa Nacional de DST e Aids. Diretrizes para o fortalecimento das ações de adesão ao tratamento para pessoas que vivem com HIV e Aids. 2007. Disponível em:http://aids.gov.br. Acesso em: 6 out. 2018.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Programa Nacional de DST e Aids.. Diretrizes para o fortalecimento das ações de adesão ao tratamento para pessoas que vivem com HIV e AIDS: 2008. Disponível em:http://aids.gov.br. Acesso em: 6 out. 2018.

CHAN, P. Y. Perceived eff ectiveness of antiretroviral therapy, self-rated health and treatment adherence among HIV-positive people who inject drugs in Estonia. International journal of STD & AIDS, v. 29, n. 1, p. 13-22, jan. 2018.

COLOMBRINI, M. R. C.; LOPES, M. H. B. M.; FIGUEIREDO, R. M. D. Adesão à terapia antirretroviral para HIV/AIDS. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 2006.

DE TRUCHIS, P. et al. Four-days-a-week antirretroviral maintenance therapy in virologically controlled HIV-1-infected adults: the ANRS 162-4D trial. Journal of Antimicrobial Chemotherapy,, v. 73, n. 3, p. 738-747, nov. 2017.

DILWORTH, T. J. et al. Clinical and Economic Eff ects of a Pharmacist-Administered Antiretroviral Therapy Adherence Clinic for Patients Living with HIV. Journal of managed care & specialty pharmacy, v. 24, n. 2, p. 165-172, feb. 2018.

DRACHLER, M. D. E. et al. The Scale of Self-Efficacy Expectations of Adherence to Antiretroviral Treatment: A Tool

for Identifying Risk for Non-Adherence to Treatment for HIV.PLoS One, v. 11, n. 2, p. 147-443, 2016.

GARBIN, C. A. S.; GATTO, R. C. J.; GARBIN, A. J. I. Adesão à terapia antirretroviral em pacientes HIV soropositivos

no Brasil: uma revisão da literatura. Archives of Health Investigation, v. 6, n. 2, p. 65-70, 2017.

GOMES, R. R. F. M. et al. Utilização dos registros de dispensação da farmácia como indicador da não-adesão à

terapia antirretroviral em indivíduos infectados pelo HIV. Cadernos de Saúde Pública, v. 25, n. 3, p. 495-506, 2009.

HORVATH, T. et al. Mobile phone text messaging for promoting adherence to antiretroviral therapy in patients with HIV infection. Cochrane Database of Systematic Reviews, v. 14, n. 3, p. CD009756, mar. 2012.

LIMA, H. M. M. Adesão ao tratamento de HIV/AIDS por pacientes com AIDS, tuberculose e usuários de drogas de São Paulo. 2006. Universidade de São Paulo. Tese de Doutorado.185P.

LINNEMAYR, S. et al. Text messaging for improving antiretroviral therapy adherence: no eff ects after 1 year in

a randomized controlled trial among adolescentes and Young adults. American Journal of Public Health, v. 107, n. 12, p. 1944-1950, dec. 2017.

NOBRE, A. C. L.; DE MATOS, V. C.; UNIFOR, C. Avaliação da adesão a terapia antirretroviral de pacientes portadores de HIV. Revista Brasileira de Farmácia Hospitalar e Serviços de Saúde, v. 3, n. 1, p. 37-41, jan./mar. 2012.

OLIVEIRA, A. B. et al. Obstáculos da atenção farmacêutica no Brasil. Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas, v. 41, n. 4, p. 409-413, out./dez. 2005.

PADOIN, S. M. M. et al. Fatores associados à não adesão ao tratamento antirretroviral em adultos acima de 50 anos que têm HIV/AIDS. Jornal Brasileiros de Doenças Sexualmente Transmissíveis, v. 23, n. 4, p. 194-197, 2011.

POLEJACK, L.; SEIDL, E. M. F. Monitoring and evaluation of adherence to ARV treatment for HIV/aids: challenges and possibilities. Ciência & Saúde Coletiva, v. 15, p. 1201-1208, 2010.

ROCHA, G. M. et al. Monitoring adherence to antirretroviral treatment in Brazil: an urgent challenge. Cadernos de Saúde Pública, v. 27, p. s67-s78, 2011.

ROJAS, J. et al. A maintenance 3-day-per-week schedules with the single tablet regimen efavirenz/emtricitabine/tenofovir disoproxil fumarate is eff ective and decreases sub-clinical toxicity. AIDS, v.

, n. 12, p. 1633-1641, jul. 2018.

SEIDL, E. M. F. et al. Pessoas vivendo com HIV/AIDS: variáveis associadas à adesão ao tratamento anti-retroviral. Cadernos de Saúde Pública, v. 23, n. 10, p. 2305-2316, 2007.

SHUBBER, Z. et al. Patient-reported barriers to adherence to antiretroviral therapy: a systematic review and meta-analysis. PLoS medicine, v. 13, n. 11, p. 1002-183, nov. 2016.

ZEHNACKER, L. et al. Plasma and Intracellular Antiretroviral Concentrations in HIV-Infected Patients under Short Cycles of Antiretroviral Therapy. AIDS Research and Treatment, v. 2014, p. 724-958, 2014.

Downloads

Publicado

2019-06-21

Como Citar

1.
Liduenha Vilas Boas V, Esteves de Oliveira Almeida L, Jardim Loures R, Coutinho Lopes Moura L, Moura M de A. Estratégias e barreiras na aderência a terapia antirretroviral. hu rev [Internet]. 21º de junho de 2019 [citado 2º de outubro de 2022];44(3):387-91. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/hurevista/article/view/13955

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.