ANÁLISE SÓCIOAMBIENTAL DE RISCO NAS ÁREAS DE VÁRZEA DA AMAZÔNIA:UM OLHAR SOBRE AS CONDIÇÕES DE INJUSTIÇA AMBIENTAL URBANA EM BARCARENA-PA

Resumo

O espaço urbano brasileiro é historicamente marcado pela segregação sócioespacial, e   os sinais desse processo evidenciam-se no meio ambiente das urbes. Nas grandes cidades do Sul e Sudeste do país a população menos favorecida economicamente ocupa os morros e áreas irregulares, distinguidas pelas favelas. Na Amazônia paraense, que possui um relevo menos acidentado, as moradias mais pobres, com serviços de infraestrutura precária ou inexistente ocupam as planícies de inundação dos rios, as chamadas várzeas. O município de Barcarena, localizado na mesorregião do Nordeste Paraense, apresenta um arranjo territorial que evidencia esse processo, já que como quase todas as cidades da região apresenta reentrâncias de rios. A partir desses pressupostos o presente artigo objetiva mostrar a condição de injustiça ambiental que marca a configuração territorial urbana do município de Barcarena. Como procedimentos metodológicos importantes para o alcance dos resultados, adotou-se o levantamento bibliográfico e trabalho de campo in loco baseado na observação e descrição de dados e também no emprego de entrevistas semidirigidas. Como resultado obteve-se a confirmação do risco ao ambiente e a saúde humana causada pela degradação resultante da ocupação em áreas de várzea, que marcam a condição de injustiça ambiental sofrida por populações em condições de vulnerabilidade social.

Biografia do Autor

Geise Corrêa Teles, Universidade Federal do Pará-UFPA

Bacharel e licenciada em Geografia pela Universidade Federal do Pará (2013). Especialista em Gestão Ambiental e Desenvolvimento Sustentável pela Escola Superior da Amazônia (2019). Mestra em Geografia pela Universidade Federal do Pará (2016). Integra Programas de Extensão Universitária em Unidades de Conservação de Uso Sustentável. É colaboradora de projetos de pesquisa na zona costeira paraense. Atua como professora auxiliar da UFPA. Trabalha, principalmente, com os seguintes temas: Geografia e meio ambiente, mudanças climáticas, educação ambiental, gestão e planejamento ambiental, áreas protegidas e ecologia da Amazônia.

Publicado
2020-08-06
Seção
Artigos