ANÁLISE DE QUALIDADE DO AR DA BACIA AÉREA 1 DA REGIÃO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO

  • Heitor Soares de Farias Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - UFRJ

Resumo

A região metropolitana do Rio de Janeiro passa por um processo de expansão industrial, principalmente nos municípios da borda oeste como Itaguaí, Seropédica e Rio de Janeiro (Zona Oeste), área com intensa emissão de material particulado inalável da atividade industrial. Além disso, a diversidade de seu sítio faz com a dispersão de poluentes seja ineficiente nesta área conhecida como Bacia Aérea I. Assim, este trabalho analisou os dados de material particulado inalável de estações de qualidade do ar do INEA, localizadas na Bacia Aérea I, entre 2009 e 2014 para avaliar o impacto na qualidade do ar pelo funcionamento da Companhia Siderúrgica do Atlântico (CSA), a partir de 2010. Os resultados mostraram que estações próximas ao distrito industrial de Santa Cruz registraram aumento nas concentrações de partículas inaláveis após o início das atividades CSA, com violações nos padrões de qualidade do ar estabelecidos na Resolução Conama nº3 (BRASIL, 1990), principalmente ao sul dos empreendimentos, devido à direção dos ventos predominantes. Desta maneira conclui-se que a população do bairro de Santa Cruz, nas proximidades da estação Largo do Bodegão, estao em situação de risco à saúde devido aos déficits sociais presentes na região, à presença dos empreendimentos que deterioram a qualidade do ar e a falta de informação que alerte a população sobre os riscos.

Palavras-chave: Material particulado inalável, CSA, Saúde.

 

Abstract

The metropolitan region of Rio de Janeiro goes through a process of industrial expansion, mainly in the municipalities of the western border such as Itaguaí, Seropédica and Rio de Janeiro (West Zone), an area with intense emission of inhalable particulate matter from industrial activity. In addition, the diversity of its site makes the dispersion of pollutants inefficient in this area known as the Air Basin I. Thus, this work analyzed the inhalable particulate data of INEA air quality stations, located in the Air Basin I, between 2009 and 2014 to evaluate the impact on air quality by the operation of Companhia Siderúrgica do Atlântico (CSA) from 2010. The results showed that stations near the industrial district of Santa Cruz registered an increase in the concentrations of inhalable particles after the beginning of CSA activities, with violations of air quality standards established in Conama Resolution No. 3 (BRAZIL, 1990), mainly to the south of the projects, due to the direction of prevailing winds. In this way it is concluded that the population of the neighborhood of Santa Cruz, near the station Largo do Bodegão, are in a situation of health risk due to the social deficits present in the region, to the presence of the enterprises that deteriorate the quality of the air and the lack information that alerts the population about the risks.

Key words: Inhalable particulate matter, CSA, Health.

 

Biografia do Autor

Heitor Soares de Farias, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - UFRJ

Professor de Planejamento Ambiental e Climatologia do Departamento de Geografia/IA e do Programa de Pós Graduação em Geografia da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Publicado
2019-08-28
Seção
Artigos