ANÁLISE DO CARACOL GIGANTE AFRICANO NA ZONA URBANA DE MARINGÁ DURANTE UMA DÉCADA (2005-2015)

  • Renan Valério Eduvirgem Universidade Estadual de Maringá (UEM) http://orcid.org/0000-0002-9830-869X
  • Maria Eugênia Moreira Costa Ferreira Professora doutora associada do Departamento de Geografia e da Pós-Graduação em Geografia da Universidade Estadual de Maringá.

Resumo

Este artigo tem como objetivo espacializar as ocorrências do molusco Achatina fulica no município de Maringá, Paraná, no período de 2005-2015 por bairro e 2010-2015 por endereço, que este último período de análise resultou o mapa de estimador de densidade. Os dados utilizados foram oriundos da Secretaria de Saúde de Maringá, em que foram especializados por meio do software Quantum Gis 2.18.1 para que deste modo torna-se possível identificar os pontos onde o caracol gigante africano está presente com maior ênfase, para que deste modo torna-se possível a investigação dos motivos de sua permanência e preferência por tais localidades. Como resultados conseguimos identificar que a espécie exótica prevaleceu nos bairros localizados nas regiões centro-norte, com maior predominância ao norte, por constarem os bairros mais antigos do município com árvores mais antigas e de dossel frondoso, cujo propiciam sombreamento, influenciando na radiação, umidade e temperatura em nível do solo.

Biografia do Autor

Renan Valério Eduvirgem, Universidade Estadual de Maringá (UEM)

Graduado em Geografia (Bacharelado - 2015) e (Licenciatura - 2015) na Universidade Estadual de Maringá (UEM). Mestre em Geografia pelo Programa de Pós-graduação em Geografia da Universidade Estadual de Maringá (2018). Especialista em Arqueologia pela Universidade Estadual de Maringá (2018). Doutorando em Geografia pelo Programa de Pós-graduação em Geografia (PGE-UEM).

 
Maria Eugênia Moreira Costa Ferreira, Professora doutora associada do Departamento de Geografia e da Pós-Graduação em Geografia da Universidade Estadual de Maringá.
Possui graduação em Geografia - Bacharelado e Licenciatura - pela Universidade de São Paulo (1974), graduação em Comunicações - Habilitação Jornalismo pela Fundação Armando Álvares Penteado (1973), mestrado em Geografia (Geografia Física) pela Universidade de São Paulo (1980) e doutorado em Geografia (Geografia Física) pela Universidade de São Paulo (1995). Atualmente é professora associada nível A na Universidade Estadual de Maringá. Tem experiência na área de Geografia, com ênfase em Geografia da Saúde e Biogeografia, atuando principalmente nos seguintes temas: geografia da saúde - leishmaniose, dengue; biogeografia, levantamento fitogeográfico e fitogeografia das formações relictuais de savana (cerrado) e de savana-estépica (caatinga) no Paraná.
Publicado
2019-12-13
Seção
Artigos