A FACE DA VIOLÊNCIA NA PEQUENA CIDADE DE ITAMBARACÁ, NORTE DO ESTADO DO PARANÁ

  • Pedro Henrique Carnevalli Fernandes Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP)
  • Marcelo Mattos Júnior

Resumo

A violência tem encontrado terra fértil para se disseminar na sociedade contemporânea, tornando-se presente no cotidiano brasileiro, assumindo tipologias e formas diferentes na sociedade. Nesse sentido, tem-se uma diferente mensuração da violência, inclusive no que tangencia o espaço urbano e as estratégias sociais frente a essa realidade. Assim, como os diversos tipos de violência ocorrem em todos os contextos, âmbitos e escalas, mostram-se preocupantes quando estudados ou problematizados em escala local, ou seja, quando focalizados os dados apresentam índices alarmantes que devem ser abordados, no que tange às pequenas cidades. Logo, o presente trabalho tem como objetivo abordar e analisar a violência, inserido nos tipos de violências mais recorrentes, na pequena cidade de Itambaracá, localizada no Norte do Estado do Paraná. Para isso, foram realizadas análises bibliográficas, levantamento de dados do município e realização de trabalho de campo, para compreender as faces da violência na pequena cidade. Os resultados demonstram que a face da violência em Itambaracá se volta para os casos de homicídios, furtos e roubos e agressões.

Biografia do Autor

Pedro Henrique Carnevalli Fernandes, Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP)
Doutor em Geografia pela Universidade Estadual de Maringá. Docente do Colegiado de Geografia da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP). Editor da Revista Geoingá.
Marcelo Mattos Júnior
Graduado em Geografia pela Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP).
Publicado
2019-12-13
Seção
Artigos