COBERTURA VEGETAL E USO DA TERRA NO ASSENTAMENTO PAIOL-BRASIL: SUBSÍDIOS PARA A CONSERVAÇÃO DO PANTANAL

  • Miriam Raquel da Silva Miranda Universidade do Estado de Mato Grosso
  • Camila Calazans da Silva Luz Universidade do Estado de Mato Grosso
  • Sandra Mara Alves da Silva Neves Universidade do Estado de Mato Grosso
  • Junior Miranda Scheuer Universidad de la República

Resumo

Objetivou-se nesse trabalho analisar no período de 1997 e 2013 a dinâmica do uso e da cobertura vegetal no assentamento Paiol em Cáceres/Brasil, na perspectiva de subsidiar ações que favoreçam a conservação ambiental do bioma brasileiro Pantanal. Foi utilizada as imagens de satélite Landsat 5 e Landsat 8 e empregadas as técnicas de recorte, segmentação e classificação. A quantificação e a elaboração dos layouts dos mapas ocorreu no ArcGis. Verificou-se que no período de 16 anos foi suprimida 22% das Áreas de Tensão Ecológica entre Savana e Floresta estacional, 64,08% da Floresta estacional semi-decidual aluvial, 68,08% da Savana florestada com presença de Savana arborizada, 99,12% da Savana gramíneo-lenhosa sem floresta-de-galeria, 43,98% de Savana arborizada sem floresta-de-galeria e 70,48% da água, enquanto houve aumento de 84,14% da agropecuária. Concluiu-se que no assentamento Paiol a vegetação natural foi suprimida para inserção de atividades agropecuárias, demostrando que a alteração da paisagem é direcionada pela economia regional, em que a pecuária constitui a principal atividade. Há preocupação por parte dos assentados com a regularização ambiental na qual é exigida que seja realizado o Cadastro Ambiental Rural, com intuito de fomentar a conservação ambiental nas propriedades rurais, contribuindo na melhoria da qualidade ambiental. 

Biografia do Autor

Miriam Raquel da Silva Miranda, Universidade do Estado de Mato Grosso
Mestre em Ambiente e Sistemas de Produção Agrícola pela Universidade do Estado de Mato Grosso.
Camila Calazans da Silva Luz, Universidade do Estado de Mato Grosso
Mestranda em Ambiente e Sistemas de Produção Agrícola pela Universidade do Estado de Mato Grosso
Sandra Mara Alves da Silva Neves, Universidade do Estado de Mato Grosso
Professora adjunta do departamento de Geografia da Universidade do Estado de Mato Grosso.
Junior Miranda Scheuer, Universidad de la República
Doutorando em Ciências Agrárias - Universidad de la República, Udelar, campus de Montevidéu, Uruguai.
Publicado
2018-11-29
Seção
Artigos