DESIGUALDADE SOCIAL E MORFOLOGIA URBANA DAS CIDADES DE ASTORGA (PR) E ALTO PARANÁ (PR), BRASIL

  • Izabela Fontana Contardi Universidade Estadual de Maringá
  • Angela Maria Endlich Universidade Estadual de Maringá

Resumo

Este trabalho tem como objetivo contribuir para os estudos de morfologia urbana, sobretudo em pequenas cidades, para que haja uma desmistificação de interpretações equivocadas e idealizadas em relação ao desenvolvimento dessas cidades quanto as condições sociais e humanas. Ambas as cidades escolhidas, como outras localizadas no Norte do Paraná, foram previamente planejadas e possuem características semelhantes quanto ao espaço inicialmente ocupado. A cidade de Astorga foi fundada na década de 1950, contando com iniciativa privada planejada pela Companhia Melhoramentos Norte do Paraná.  Alto Paraná, foi fundada na década de 1940 e teve iniciativa privada planejada pela Imobiliária Ypiranga. A partir da malha urbana dos municípios, nota-se que a falta de ritmo no desenvolvimento da cidade ocasiona disparidade urbana e social. Assim, esses aspectos são encontrados tanto em grandes quanto em pequenas cidades, mesmo que de modo tênue. 

Publicado
2018-11-29
Seção
Artigos