Narrativas autobiográficas de migrantes e refugiados

eu-ontem-lá, eu-aqui-agora

Autores

  • Igor Amaral Vitral Hollerbach Athayde Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
  • Sandra Maria Silva Cavalcante Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.34019/1808-9461.2021.v20.33398

Palavras-chave:

Narrativas, Identidade, Perspectiva, Refugiados, Migrantes

Resumo

Neste trabalho, investigamos, em uma perspectiva cognitivo-enunciativa, o processo de construção identitária de migrantes e refugiados, por meio de narrativas autobiográficas, enfatizando o modo como, ao narrarem a sua experiência de chegada ao país de acolhida, colocam em cena afetos e constroem diferentes pontos de vista. Descrevemos, no processo de análise do corpus, os modos como o sujeito se encena, construindo, discursivamente, perspectivas de diferentes “eus” – em diferentes tempos e espaços – ao referenciar a própria trajetória de readaptação sociocultural. O corpus da pesquisa foi constituído no campo de uma prática de extensão universitária, mais precisamente, em oficinas de ensino de português como língua de acolhimento, e analisado à luz da teoria de redes de integração conceptual (BRANDT; 2014) e de estudos que atribuem status de relevância às emoções nos processos de produção de sentido (CAVALCANTE; MILITÃO, 2014). A partir de nossas análises, foi possível concluir que a formação identitária do enunciador-migrante resulta de um movimento cognitivo que reconstrói um “eu-ontem-lá”, integrando-o a outros “selves” para a constituição do “eu-aqui-agora”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-09-03

Edição

Seção

Artigos