Traços homogêneos e heterogêneos entre as formas verbais podia e poderia

  • Orlando da Silva Azevedo

Resumo

O artigo aborda o uso das alternantes podia e poderia em dois tópicos seguintes: para o semântico, adotou-se a concepção de tempo físico para entender a de tempo verbal segundo a definição de Coroa (2005), que se baseou no modelo teórico de Reichenbach (1947) e; para o sociolinguístico, baseou-se na teoria variacionista laboviana. Concluiu-se que as várias ocorrências das formas podia e poderia tornam difícil restringir ou unificar o significado delas, e que podia vem sendo, provavelmente, empregada em contextos, onde caberia poderia.

Publicado
2019-06-16
Seção
Artigos