Simão Salvador

Um herói africano na campanha abolicionista brasileira

  • Bruno Zétola Universidade Federal do Paraná
Palavras-chave: Simão Salvador, abolicionismo, naufrágio

Resumo

Em 1853, o navio a vapor Pernambucana naufragou na costa de Santa Catarina com dezenas de tripulantes e passageiros a bordo. No calor da tragédia, um africano livre que trabalhava como carvoeiro na embarcação é responsável por um eloquente ato de heroismo. Simão Salvador, como passaria a ser conhecido, resgata a nado 13 vítimas do naufrágio, percorrendo incessantemente o trajeto entre a embarcação e a costa no meio da tempestade. Em pouco tempo, a saga do africano ganharia as páginas dos principais jornais do país, seria reconhecida por associações civis e pelo próprio Imperador, que o receberia em audiência formal no Palácio São Cristóvão. Este artigo examina a repercussão dos atos heróicos de um trabalhador negro livre no Brasil do século XIX e seus usos a favor e contra a campanha abolicionista da época.

Publicado
2020-06-02
Como Citar
(1)
Zétola, B. Simão Salvador: Um herói Africano Na Campanha Abolicionista Brasileira. FDC 2020, 6, 314-333.