Liderança Carismática e Mobilização Afetiva na Ação Integralista Brasileira:

a “Fascinação do Predestinado” no Paraná (1935)

  • Rafael Athaides docente da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Palavras-chave: liderança carismática;, Ação Integralista Brasileira, afetividades

Resumo

Os estudos sobre a liderança carismática nos fascismos europeus mostram que na presença do líder, as multidões atingem níveis elevados de desapego e ardor emocional, o que as leva a abandonarem seus padrões comuns de consciência. Em termos freudianos, trata-se de uma perda identitária na devoção ao “chefe intangível”. A partir destes argumentos, nosso objetivo é analisar a liderança carismática de Plínio Salgado na Ação Integralista Brasileira, observando seus aspectos afetivos e tomando por base uma documentação de caráter regional/local (o jornal do movimento no Paraná, A Razão). Tal documentação, revela os níveis de devoção carismática tanto em aglomerações urbanas, quanto em lugares longínquos, cuja expectativa de contemplação do “Chefe”, in loco, por parte dos partidários, era muito reduzida ou inexistente.

Publicado
2019-07-04
Como Citar
(1)
Athaides, R. Liderança Carismática E Mobilização Afetiva Na Ação Integralista Brasileira: . FDC 2019, 4, 119-130.