A Belle époque e a questão social:

uma análise sobre a assistência pública e privada no Distrito Federal sob os olhares dos chargistas d’o Malho (1891-1930)

  • Lívia Freitas Pinto Silva Soares Doutoranda em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
Palavras-chave: Assistência, Primeira República, Charges

Resumo

O presente estudo tem como escopo avaliar as ações de assistência aos pobres, aclamadas pelos poderes públicos e pela filantropia, no Distrito Federal, entre os anos de 1891 a 1910. Para os fins desta análise focalizaremos os anos que compreenderam o início do século XX, fortemente marcados por um intenso e controverso processo de modernização da então capital federal, responsável por conferir ares civilizados à “cidade maravilhosa” e, ao mesmo tempo, por excluir os pobres das freguesias centrais da cidade. Para tanto, utilizaremos como fontes as charges d’O Malho, os relatórios enviados pela Polícia para a Municipalidade e os requerimentos enviados pela população. Assim, acreditamos que esse vasto conjunto documental nos permitirá identificar as práticas assistenciais que prevaleceram nos primeiros anos do século XX, bem como delinear o perfil dos pobres que eram excluídos ou auxiliados pelas instituições de assistência existentes.
Publicado
2016-01-10
Como Citar
(1)
Freitas Pinto Silva Soares, L. A Belle époque E a questão social:: Uma análise Sobre a Assistência Pública E Privada No Distrito Federal Sob Os Olhares Dos Chargistas d’o Malho (1891-1930). FDC 2016, 2, 186-205.