ASSOCIAÇÃO DO GRAU DE DEPENDÊNCIA DO TABACO COM AS CARACTERÍSTICAS SOCIODEMOGRÁFICAS DE FUMANTES

  • Jaqueline Ferreira Ventura Bittencourt
  • Débora Janine da Cunha Paula
  • Nathalia Lima de Araújo

Resumo

Objetivos: analisar o grau de dependência de tabagistas que ingressaram no Ambulatório de Prevenção, Controle e Tratamento do Tabagismo do Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora (MG) em 2010. Verificar se existiu associação entre o grau de dependência e características sociodemográficas desses sujeitos. Método: estudo transversal, descritivo analítico, retrospectivo com abordagem quantitativa, cuja coleta de dados baseou-se em informações apresentadas em prontuários eletrônicos realizados pela equipe multiprofissional. Resultados e discussão: predomínio do gênero feminino (66,6%), casados (37,2%), nível de instrução acima do ensino médio completo (59,2%). Grau de dependência mais frequente nos grupos em geral foi o muito elevado (34,6%), seguido do elevado com (33,3%). Tempo de uso do tabaco: média geral foi de 32,83 ± 11,06 anos; idade média em que iniciaram o uso do tabaco foi de 15 ± 3 anos. Análise estatística do grau de dependência e idade de início do uso do tabaco revelou que aqueles que tiveram início precoce apresentaram maior grau de dependência (p = 0,047). Conclusão: A maioria dos sujeitos apresentou um alto grau de dependência à nicotina e início precoce do uso do tabaco. Contribuição do estudo: necessidade de intervenções em fases mais vulneráveis no início da vida tabágica.

Publicado
2016-08-17
Como Citar
Bittencourt, J. F. V., Paula, D. J. da C., & Araújo, N. L. de. (2016). ASSOCIAÇÃO DO GRAU DE DEPENDÊNCIA DO TABACO COM AS CARACTERÍSTICAS SOCIODEMOGRÁFICAS DE FUMANTES. Revista De Enfermagem Da UFJF, 1(1). Recuperado de https://periodicos.ufjf.br/index.php/enfermagem/article/view/3793
Seção
Artigos Originais