Efetividade da simulação realística no ensino de cuidados paliativos em enfermagem: estudo randomizado

Não se aplica

Resumo

Objetivo: Avaliar a efetividade da estratégia da simulação realística no ensino de cuidados paliativos entre estudantes de enfermagem.

Métodos: Ensaio randomizado controlado. Participaram 23 estudantes de enfermagem; 12, no grupo controle, que realizou pré-teste, palestra e pós-teste; 11, na intervenção, grupo com pré-teste, palestra, simulação realística e pós-teste.

Resultados: Os dados relacionados à média de respostas corretas no pré-teste com o pós-teste apresentaram significância estatística (p = 0,029). Na comparação entre as médias de sucessos com e sem simulação, apenas a não simulação foi significativa (p = 0,044) e para os participantes que realizaram a simulação não houve significância (p = 0,391).

Conclusão: A estratégia da simulação realística foi efetiva no ensino de cuidados paliativos entre os graduandos, evidenciado pelo escore positivo entre um primeiro e o segundo momento quando avaliados por meio de um teste cognitivo.

Publicado
2020-11-09
Como Citar
Alves Bastos e Castro, M., Costa Bazílio, W., Alves de Morais, T., Martins, J. R., & Almeida da Costa, R. de C. (2020). Efetividade da simulação realística no ensino de cuidados paliativos em enfermagem: estudo randomizado: Não se aplica. Revista De Enfermagem Da UFJF, 5(2). https://doi.org/10.34019/2446-5739.2019.v5.32120
Seção
Artigos Originais