A concomitância entre estudar e jogar

observações sobre o processo de descontinuidade na escolarização de jogadores de futebol em formação

  • Daniel Machado da Conceição Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC
  • Alexandre Fernandez Vaz Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC
Palavras-chave: Ensino Médio; Dupla Carreira; Escolarização; Estudante-Atleta; Futebol;

Resumo

O artigo aborda a formação de atletas no futebol de campo e sua relação com a escola, apresentando parte dos resultados obtidos em pesquisa com as categorias de base de dois clubes profissionais de Santa Catariana. Os resultados permitiram observar que a atual formação esportiva no futebol de campo favorece o desenvolvimento do que chamamos de descontinuidade na relação que o atleta constrói com a escola e consequentemente com a sua escolarização. O termo estudante-atleta indica dois papéis sociais compartilhados, o de estudante e o atleta. Os dois papeis são exercidos por meio de atitudes e posturas reconhecidas nas instituições que representam (escola e clube). Quando os juntamos, destacamos que o jovem parece estar na intersecção entre duas formações, uma dupla carreira. São projetos que muitas vezes são apresentados como incompatíveis e não relacionados. Propomos que ambas carreiras possam ser pensadas em sua complementariedade, isto é, uma favorecendo a outra. Para que essa transformação ocorra se faz necessário repensar os objetivos da formação e seu processo de desenvolvimento.

Biografia do Autor

Daniel Machado da Conceição, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC
Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da UFSC e doutorando no mesmo Programa. Integra o Núcleo de Estudos e Pesquisas em Educação e Sociedade Contemporânea (NEPESC) na mesma Universidade. É bolsista do Programa de Bolsas Universitárias de Santa Catarina
Alexandre Fernandez Vaz, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC
dDoutor em Ciências Humanas - Leibniz Universität Hannover - Hannover, Alemanha.  Professor do PPGE e do PPGICH, coordenador do Núcleo de Estudos e Pesquisas Educação e Sociedade Contemporânea (NEPESC), UFSC. Pesquisador 1C do CNPq.

Referências

BRASIL. Lei n. 9615 de 24 de Março de 1998. Institui normas gerais sobre desportos e dá outras providências.
BRASIL. Lei n. 12.395, de 16 de Março de 2011. Altera as Leis nos 9.615, de 24 de março de 1998, que institui normas gerais sobre desporto, e 10.891, de 9 de julho de 2004, que institui a Bolsa-Atleta; cria os Programas Atleta Pódio e Cidade Esportiva; revoga a Lei no 6.354, de 2 de setembro de 1976; e dá outras providências.
BRASIL. Estatuto da criança e do adolescente. 7.ed – Brasília: Câmara dos Deputados, Edições Câmara, 2010.
DA CONCEIÇÃO, Daniel Machado. O educar que se repele: um estudo sobre escolarização e profissionalização futebolística em Florianópolis. Trabalho de Conclusão de Licenciatura, Departamento de Antropologia e Departamento de Sociologia e Ciência Política, UFSC: Florianópolis, 2013. Disponível em: .
DA CONCEIÇÃO. Daniel Machado. Estudante-atleta: caminhos e descaminhos no futebol – entre o vestiário e o banco escolar. Trabalho de Conclusão de Curso, Departamento de Antropologia e Departamento de Sociologia e Ciência Política, UFSC: Florianópolis, 2014.
DA CONCEIÇÃO, Daniel Machado. O estudante-atleta: desafios de uma conciliação. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 2015.
DA CONCEIÇÃO, Daniel Machado. O desafio de uma conciliação: o estudante-atleta e a descontinuidade na formação escolar. In:___. (ORG) SOARES, Antônio J. G.; CORREIA, Carlus A. J.; MELO, Leonardo B. S. de. Educação do corpo e escolarização de atletas: debates contemporâneos. RJ: 7 Letras, 2016. p. 21-50.
DA CONCEIÇÃO, Daniel Machado. Com a bola no pé e o lápis na mão: o estudante-atleta em formação no futebol. In:___. (ORG) WELTER, Tânia; GROSSI, Miriam; GRAUPE, Mareli E. Antropologia, gênero e educação em Santa Catariana. Florianòpolis: Mulheres, 2017. p. 117-137.
DAMO, Arlei. Dom, amor e dinheiro no futebol de espetáculo. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 23, nª 66, fev. 2008. p. 139-209.
GUBER, Rosana. La etnografia, método, campo y reflexividad. Bogotá: Grupo Editorial, Norma, 2001.
KLEIN, Lucas. Profissionalização e escolarização de jovens atletas de futsal em Santa Catarina. (Dissertação de Mestrado). Florianópolis, SC: PPGE/UFSC, 2014.
LAVE, Jean; WENGER, Etienne. Aprendizaje Situado: participación periférica legítima. New York: Cambridge University Press, 1991.
MENESES, Juan Pablo. Dente de leite S.A.: a indústria dos meninos bons de bola. Barueri, SP: Amarilys, 2014.
SIMMEL, Georg. El extranjero. In.___. El extranjero: sociologia del extraño. Madrid: Ediciones Sequitur, 2012. p. 21-26.
SOARES, Antonio Jorge Gonçalves et al. Mercado, escola e a formação de jogadores de futebol no Brasil. In:___. Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte, 16, Salvador, Anais... Salvador, 2009, p. 1-11.
SOARES, Antonio Jorge Gonçalves et al. Jogadores de futebol no Brasil: mercado, formação de atletas e escola. Florianópolis: Revista Brasileira de Ciências do Esporte, v. 33, n. 4, out/dez, 2011. p. 905-921
SOARES, Antônio J. G.; CORREIA, Carlus A. J.; MELO, Leonardo B. S. de. Educação do corpo e escolarização de atletas: debates contemporâneos. RJ: 7 Letras, 2016. p. 21-50.
SOUZA, Camilo Araújo Máximo de et al. Difícil reconversão: futebol, projeto e destino em meninos brasileiros. Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, ano 14, n 30, p. 85-111, dez. 2008.
SCHÜTZ, Alfred. El forasteiro; ensayo de psicología social. In.___. El extranjero: sociologia del extraño. Madrid: Ediciones Sequitur, 2012. p. 27-42.
Publicado
2020-06-01
Como Citar
Machado da Conceição, D., & Fernandez Vaz, A. (2020). A concomitância entre estudar e jogar: observações sobre o processo de descontinuidade na escolarização de jogadores de futebol em formação. CSOnline - REVISTA ELETRÔNICA DE CIÊNCIAS SOCIAIS, (31). https://doi.org/10.34019/1981-2140.2020.30510
Seção
Dossiês