Potencialidades e desafios sobre o programa de provimento de médicos em um estado do Nordeste brasileiro

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34019/1809-8363.2022.v25.37023

Palavras-chave:

Consórcios de Saúde, Atenção Primária à Saúde, Médicos, Gestor de Saúde

Resumo

A Paraíba conta com a segunda maior cobertura de Atenção Básica (AB) do país, todavia ainda enfrenta a tendência nacional da disparidade na concentração de médicos entre as macrorregiões de saúde. A ampliação no provimento destes profissionais ao longo dos anos, rendeu ao Estado um incremento quantitativo, entre 2012 e 2015, de 21%, dos quais 3% decorreram do Programa Mais Médicos (PMM). O objetivo deste artigo é avaliar a percepção dos médicos e gestores participantes do programa na XX, apontando potencialidades e fragilidades. Trata-se de um estudo exploratório-descritivo, qualitativo, no qual foram entrevistados médicos e gestores de 13 municípios da XX. Realizaram-se entrevistas com roteiro semiestruturado, as quais foram gravadas, transcritas e analisadas através da análise de conteúdo, com a classificação sistemática dos relatos. Médicos e gestores concordaram quanto ao impacto positivo do programa no acesso ao serviço e na qualidade do cuidado da AB. Os gestores relataram diferenciais dos médicos participantes em relação aos não participantes do programa: maior comprometimento profissional, perfil mais voltado à AB e uma relação com a comunidade marcada pela proximidade e pelo vínculo. Os médicos destacaram como incentivos relevantes a maior autonomia, estabilidade contratual e boa remuneração. Ambos grupos se queixaram de problemas no deslocamento, alta demanda de atendimento e dificuldade na fixação de médico no interior. Os médicos cubanos foram descritos como profissionais de alta dedicação e humanização, porém, houve críticas quanto à linguagem e às condutas terapêuticas. As entrevistas analisadas permitem inferir que o Mais Médicos trouxe mudanças que ultrapassam a presença do médico na Unidade de Saúde da Família, pois levou a impactos na qualidade do cuidado, no vínculo com a comunidade, bem como na relação da equipe.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rayane Bezerra Freitas, Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

Graduada em Medicina pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). CV: http://lattes.cnpq.br/4424845058234052

Danilo da Silva Ferreira, Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

Graduando em Medicina pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). CV: http://lattes.cnpq.br/3157777539585428

Lucas Costa Nunes, Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

Graduando em Medicina na Universidade Federal da Paraíba (UFPB). CV: http://lattes.cnpq.br/8106892385282923

Adriana Nascimento Gomes, Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

Graduada em Fisioterapia pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), mestra em Ciências da Reabilitação pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e Doutora em Modelos de Decisão e Saúde pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). CV: http://lattes.cnpq.br/7821888262060383

Tiago Salessi Lins, Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

Doutor em Sociologia pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), mestre em Ensino na Saúde pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL) e graduado em Medicina pela UNIFAL. Professor assistente da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). CV: http://lattes.cnpq.br/7682824480359505

Ricardo de Sousa Soares, Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

Graduado em Medicina, mestre em Gestão de Organizações Aprendentes e doutor em Modelos de Decisão em Saúde pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Professor de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). CV: http://lattes.cnpq.br/3633764108179305

Gabriella Barreto Soares, Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

Graduada em Odontologia pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), mestra e doutora em Odontologia Preventiva e Social pela Universidade Estadual Paulista (UNESP). Professora Adjunta da Universidade Federal da Paraíba. CV: http://lattes.cnpq.br/8931962961946308

Downloads

Publicado

2023-10-03

Como Citar

Freitas, R. B., Ferreira, D. da S., Nunes, L. C., Gomes, A. N., Lins, T. S., Soares, R. de S., & Soares, G. B. (2023). Potencialidades e desafios sobre o programa de provimento de médicos em um estado do Nordeste brasileiro. Revista De APS, 25(4). https://doi.org/10.34019/1809-8363.2022.v25.37023

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)