Metodologias ativas na prática médica: relato de experiências em Tópicos Especiais em Saúde da Família

Autores

Palavras-chave:

Ensino, Educação de Pós-Graduação, Educação em Saúde

Resumo

Este artigo relata a experiência na disciplina “Tópicos Especiais em Saúde da Família: ênfase em metodologias ativas”, do Mestrado Profissional da Saúde da Família em uma Universidade do estado da Bahia, no ano de 2020. Trabalhou-se de forma modular em plataformas digitais, utilizando três fóruns de discussão com perguntas sobre o uso e o conhecimento de metodologias ativas. O produto final consistiu na apresentação de uma metodologia ativa, exemplificando uma ação realizada por mestrandos e mestrandas médicos na Unidade de Estratégia da Saúde da Família e/ou Universidade, relacionando-a às experiências dos sujeitos. O fórum de discussão para exposições dialogadas mostrou-se um importante instrumento de aprendizagem e de avaliação. A maioria citou exemplos de metodologias baseadas na problematização de suas práticas. As ações sinalizadas englobam as formas de aprender e de ensinar de maneira inovadora, o protagonismo dos aprendizes, o melhor aproveitamento do tempo para aprender, o foco na gestão do tempo, bem como a provisão de experiências de aprendizagem realmente significativas, centradas na simulação da realidade e também direcionadas à análise dos dados produzidos na interação do aprendiz com pessoas, conteúdos e ferramentas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Lucia Moreno Amor, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)

Graduada em Biologia pelaUniversidade Federal da Bahia (UFBA), mestra em Patologia Humana (Área: Experimental) pelo Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz e doutora em Biotecnologia em Saúde pelo Programa de Pós-graduação da Rede Nordeste em Biotecnologia (RENORBIO). Professora da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). CV: http://lattes.cnpq.br/6696697240626935

Cleto José Sauer Júnior, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)

Especialista em Clínica Médica e em Cardiologia pela Secretaria de Saúde do Estado da Bahia, graduado em Medicina pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), mestre em Saúde da Família na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). Professor na UFRB. CV: http://lattes.cnpq.br/2091934524242638

Elaine Nunes Pacheco, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)

Especialista em Preceptoria de Residência em Medicina de Família e Comunidade pelo Programa Integrado de Residência Multiprofissional, graduada em Medicina pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e mestra em Saúde da Família pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). CV: http://lattes.cnpq.br/2570436440958942

Joana Trengrouse Laignier de Souza, Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Especialista em Clínica Médica (RJ) e em Geriatria e Gerontologia pela Universidade Aberta da Terceira Idade (UERJ), graduação em Medicina pela UNESA- RJ e mestra em Saúde da Família na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). Professora da Universidade Federal da Bahia (UFBA). CV: http://lattes.cnpq.br/6996282621081594

Andrezza Lima Muricy, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)

Especialista em preceptoria de residência em Medicina de Família e Comunidade pela Fundação Estatal Saúde da Família, graduada em Medicina pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, mestra em Saúde da Família na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). CV: http://lattes.cnpq.br/8591917139187430

Caroline Costa Bourbon, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)

Especialista em Medicina de Família e Comunidade e graduada em Medicina pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e mestra em Saúde da Família na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). Professora na UFRB. CV: http://lattes.cnpq.br/9122708289414948

Marla Niag dos Santos Rocha, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)

Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia, graduada em Medicina pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e mestra em Saúde da Família pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). CV: http://lattes.cnpq.br/0329732876445853

Dóris Firmino Rabelo, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)

Doutora em Educação e mestra em Gerontologia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e graduada em Psicologia pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Professora da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). CV: http://lattes.cnpq.br/1049137829843207

Downloads

Publicado

2022-08-16

Edição

Seção

Relatos de Experiência