Implementação do Centro de Atenção à Saúde LGBTQIA+: um relato de experiência

Autores

  • Cleidiney Alves e Silva Prefeitura Municipal de Pará de Minas / Secretaria Municipal de Saúde / Núcleo de Atenção Primária https://orcid.org/0000-0001-5877-0495
  • Jeanicy Brandão Braga Prefeitura Municipal de Pará de Minas / Secretaria Municipal de Saúde / Núcleo de Atenção Primária
  • Marco Vinícios José da Silva Prefeitura Municipal de Pará de Minas / Secretaria Municipal de Saúde / Núcleo de Atenção Primária
  • Ana Carolina Campolina Santos Prefeitura Municipal de Pará de Minas / Secretaria Municipal de Saúde / Núcleo de Atenção Primária
  • Ana Clara Teles Meytre Prefeitura Municipal de Pará de Minas / Secretaria Municipal de Saúde / Núcleo de Atenção Primária

Palavras-chave:

Minorias Sexuais e de Gênero, Pessoas LGBTQIA , Centros de Saúde, Acesso aos Serviços de Saúde

Resumo

A saúde de pessoas LGBTQIA+ vem ganhando espaço e reconhecimento por apresentar necessidades específicas e complexas, essenciais para manter o bem-estar biopsicossocial. Geralmente, apresenta contexto peculiar com relação ao grau de vulnerabilidade à saúde, trazendo desafios para a consolidação do Sistema Único de Saúde (SUS). Objetivou-se implementar na Atenção Primária do município de Pará de Minas/MG, o Centro de Atenção à Saúde da População LGBTQIA+. As discussões sobre o tema iniciaram em janeiro de 2020, por iniciativa de profissionais de saúde e do Núcleo de Atenção Primária à Saúde. Observou-se a necessidade de implementar o serviço nos moldes da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da População LGBT. Para maior abrangência e garantia dos princípios do SUS, o serviço foi estruturado em três eixos: Atenção ao indivíduo; à família e capacitação profissional. O Centro de Atenção à Saúde LGBTQIA+ de Pará de Minas iniciou o atendimento em setembro de 2020. Está inserido no contexto da Atenção Primária, sendo referência para atendimento às especificidades de saúde desse grupo. O acesso ao serviço é mediante encaminhamento ou agendamento de demanda espontânea. Conta com equipe multiprofissional e suporte da atenção secundária e saúde mental. O primeiro atendimento é realizado de forma multiprofissional, para cada usuário é elaborado um plano de cuidados específico. Consultas subsequentes serão utilizadas no intuito de sanar as necessidades em saúde de cada indivíduo e, em momento oportuno, haverá contrarreferência do usuário para sua Equipe de Saúde da Família de origem, promovendo vínculo, acesso e capilarização do serviço. É necessário, com isso, a ampliação de ações e serviços de saúde para pessoas LGBTQIA+. É importante que os municípios reconheçam a existência dessa população no território e implementem políticas de saúde para o enfrentamento de determinantes sociais e condições específicas, visando o atendimento integral, digno e humanizado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cleidiney Alves e Silva, Prefeitura Municipal de Pará de Minas / Secretaria Municipal de Saúde / Núcleo de Atenção Primária

Graduado em Medicina / Residente em clínica médica.

Jeanicy Brandão Braga, Prefeitura Municipal de Pará de Minas / Secretaria Municipal de Saúde / Núcleo de Atenção Primária

Especialista em saúde da Família. Graduada em enfermagem. Graduada em enfermagem / Enfermeira do Centro de Atenção à Saúde LGBT. 

Marco Vinícios José da Silva, Prefeitura Municipal de Pará de Minas / Secretaria Municipal de Saúde / Núcleo de Atenção Primária

Graduado em PSICOLOGIA pelo Centro Universitário Una de Bom Despacho(2013) e Especialista em Saúde Mental pela Faculdade Unyleya(2017). Atualmente é Psicólogo da PREFEITURA MUNICIPAL DE PARÁ DE MINAS/MG.

Ana Carolina Campolina Santos, Prefeitura Municipal de Pará de Minas / Secretaria Municipal de Saúde / Núcleo de Atenção Primária

Graduada em Nutrição.

Ana Clara Teles Meytre, Prefeitura Municipal de Pará de Minas / Secretaria Municipal de Saúde / Núcleo de Atenção Primária

Graduada em enfermagem.

Downloads

Publicado

2021-06-01

Edição

Seção

Resumos