Planificação da atenção à saúde e planejamento: experiência do Rio Grande do Sul

Autores

  • Raíssa Barbieri Ballejo Canto Secretaria Estadual de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul https://orcid.org/0000-0003-1045-1123
  • Elson Romeu Farias Secretaria Estadual de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul https://orcid.org/0000-0002-2618-1773
  • Francisco Antonio Zancan Paz Secretaria Estadual de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul
  • André Luis Alves de Quevedo Secretaria Estadual de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul. https://orcid.org/0000-0001-9314-7578
  • Rebel Zambrano Machado Secretaria Estadual de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul.
  • Gládis Tyllmann Secretaria Estadual de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul
  • Poala Vettorato Secretaria Estadual de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul https://orcid.org/0000-0003-0985-9631

DOI:

https://doi.org/10.34019/1809-8363.2021.v24.16620

Palavras-chave:

Planejamento em Saúde, Políticas, Planejamento e Administração em Saúde, Atenção à Saúde, Regionalização, Atenção Primária à Saúde.

Resumo

O objetivo do presente relato é apresentar a experiência do processo de Planificação da Atenção à Saúde da Secretaria de Estado da Saúde do Rio Grande do Sul (RS). A Planificação da Atenção à Saúde no RS, estruturada com o apoio do Conselho Nacional de Secretários de Saúde, trata-se de um conjunto de oficinas, além de processos de tutoria em unidades-laboratórios, para as equipes de saúde e gestores municipais. Visa à organização dos macro e microprocessos da Atenção Primária à Saúde (APS) e sua organização estruturada com a Atenção Ambulatorial Especializada. Em fevereiro de 2018, as oficinas já haviam sido concluídas em duas Regiões de Saúde - com aproximadamente 120 facilitadores e 1.000 trabalhadores da APS, e estava em fase de finalização em outras duas Regiões de Saúde - com cerca 1.300 trabalhadores da APS. O desafio para o planejamento e para a gestão estadual é ampliar a Planificação da Atenção à Saúde para as demais 26 Regiões de Saúde do RS, bem como o monitoramento e a avaliação do processo. Em última análise, a Planificação, como método de planejamento, visa ao fortalecimento da Atenção Primária à Saúde como base para a implementação das Redes de Atenção à Saúde no território gaúcho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raíssa Barbieri Ballejo Canto, Secretaria Estadual de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul

Mestre em Saúde Coletiva pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) (2017). Especialista em Saúde Coletiva e Educação na Saúde também pela UFRGS (2014). Graduada no Bacharelado em Saúde Coletiva da UFRGS (2013).

Elson Romeu Farias, Secretaria Estadual de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul

Graduado em Medicina (UFSM/1993). Realizou a Residência em Medicina de Família e Comunidade pelo Centro de Saúde Escola Murialdo, da Escola de Saúde Pública da Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul (1997); especialista em Medicina do Trabalho (UFRGS/1997) e mestre em Saúde Coletiva (ULBRA/2003).

Francisco Antonio Zancan Paz, Secretaria Estadual de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul

Graduado em Medicina pela Fundação da Faculdade Federal de Ciências Médicas (1971). Possui Especialização em Gestão de Sistemas de Saúde pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) (1995) e Especialização em Curso de Medicina do Trabalho (UFRGS) (1980).

André Luis Alves de Quevedo, Secretaria Estadual de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul.

Graduado em Enfermagem pela Universidade Federal de Pelotas (2010), com residência em Atenção Básica em Saúde Coletiva – Enfermagem – pelo Programa de Residência Integrada em Saúde, da Escola de Saúde Pública do Rio Grande do Sul (ESP/RS) (2013). Especialista em Avaliação em Saúde pela Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz-RJ) (2015) e em Avaliação de Tecnologias em Saúde pelo Instituto de Avaliação de Tecnologias (IATS/UFRGS) (2015). Mestre em Epidemiologia pelo Programa de Pós-graduação em Epidemiologia da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPG Epidemiologia/UFRGS) (2015).

Rebel Zambrano Machado, Secretaria Estadual de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul.

Possui graduação em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1979), mestrado em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1998) e mestrado em Metodologias do Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1997). É doutoranda pelo Programa de Pós-graduação em Serviço Social/PUCRS. Realizou especialização de Preceptoria para o SUS pelo Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Sírio Libanês (2014), especialização em Serviço Social em Segurança do Trabalho (1989), especialização em Programas de Saúde (1985) e aperfeiçoamento em Aperfeiçoamento de Gestão em Atenção Primária pela University of Toronto (2006). 

Gládis Tyllmann, Secretaria Estadual de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul

Possui graduação em Psicologia pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (1985), especialização em Saúde Pública pela Escola de Saúde Pública/RS (1996), especialização em Serviço Social pela Família pela Universidade Luterana do Brasil (1990) e aperfeiçoamento em Curso Descentralizado de Aperfeiçoamento de Gestão pela  Univesity of Toronto (2006).

Poala Vettorato, Secretaria Estadual de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul

Graduada em odontologia pela Universidade Federal de Santa (UFSM) em 2011. Especialista em Atenção Básica em Saúde Coletiva (modalidade Residência Multiprofissional) pela Escola de Saúde Pública do Rio Grande do Sul em 2014 e mestra em Saúde Coletiva pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2018).

Downloads

Publicado

2021-11-05

Edição

Seção

Relatos de Experiência