CONSIDERAÇÕES SOBRE A ASMA DE INTERESSE PARA A ATENÇÃO PRIMÁRIA: EPIDEMIOLOGIA, IMPACTO ECONÔMICO E POLÍTICAS PÚBLICAS

  • Lígia Menezes do Amaral Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Pamella Valente Palma Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Isabel Cristina Gonçalves Leite Universidade Federal de Juiz de Fora
Palavras-chave: asma, epidemiologia, políticas públicas, economia médica

Resumo

A asma se configura como um problema de saúde pública afetando indivíduos em todas as partes do mundo. Com prevalência variável, tem no Brasil uma de suas taxas mais elevadas. Acomete crianças e adolescentes, configurando-se como uma das principais doenças crônicas nesse período da vida. As limitações às atividades físicas impostas pelos sintomas da doença afetam a qualidade de vida de seus portadores. A reflexão sobre os custos sociais e econômicos da doença, bem como diretrizes que fundamentem a consolidação de políticas públicas permitem concluir a necessidade de fontes de financiamento consistentes para os programas consolidados, particularmente no que tange a aquisição de medicamentos e incorporação da dinâmica de captação e acompanhamento sistemático de asmáticos pela atenção primária.

Biografia do Autor

Lígia Menezes do Amaral, Universidade Federal de Juiz de Fora
Mestranda em saúde coletiva da Universidade Federal de Juiz de Fora. Médica, intensivista e pneumologista.
Pamella Valente Palma, Universidade Federal de Juiz de Fora
Pesquisador/iniciação ciêntifica XX PIBIC/CNPq da Universidade Federal de Juiz de Fora
Isabel Cristina Gonçalves Leite, Universidade Federal de Juiz de Fora
Professora adjunta do Departamento de Saúde Coletiva da Faculdade de Medicina da UFJF
Publicado
2012-11-10
Seção
Artigos de Atualização