Novos Registros Geográficos, Variação Morfológica e Notas de História Natural de Scinax tripui (Amphibia, Anura, Hylidae) na Mata Atlântica de Minas Gerais (Brasil)

  • Adriano Lima Silveira Biótica Estudos Ambientais, Belo Horizonte, MG, Brasil
  • Lucas Soares Vilas Boas Ribeiro Amplo Engenharia e Gestão de Projetos Ltda., Belo Horizonte, MG, Brasil
  • Tiago Teixeira Dornas Amplo Engenharia e Gestão de Projetos Ltda., Belo Horizonte, MG, Brasil
  • Taís Nogueira Fernandes Vale S.A., Mina de Águas Claras, Nova Lima, MG, Brasil
Palavras-chave: Anuro, Coloração, Distribuição geográfica, Morfometria, Quadrilátero Ferrífero

Resumo

O anuro Scinax tripui permanecia pouco conhecido. A partir de amostragens em campo no Quadrilátero Ferrífero e análises de coleções científicas são apresentados um expressivo número de novos registros geográficos da espécie na Mata Atlântica do estado de Minas Gerais, observações de uso de habitat e variações morfológicas. Exemplares de S. tripui foram coletados em 40 localidades e em coleções foram levantadas mais 19 localidades. Observou-se que a espécie distribui-se pelas serras do Quadrilátero Ferrífero e porção norte da Serra da Mantiqueira, no centro-sudeste de Minas Gerais e sul do Espírito Santo, com ocorrência frequente nas matas do Quadrilátero. Constatou-se que S. tripui é restrito a córregos e riachos perenes em ambiente florestal, sendo associado a microhabitats mais íntegros, e exibe atividade reprodutiva ao longo do inverno e início da primavera (julho a setembro). A coloração em vida de S. tripui variou principalmente na região inguinal e partes anterior e posterior da coxa, que podem ser verde-claras, azul-claras, amarelo-claras ou brancas; e no padrão de coloração dorsal, que pode ser cinza, oliva, palha ou marrom-claro. Foram aferidas sete medidas morfométricas de adultos, sendo obtida expressiva variação do tamanho (comprimento rostro-cloacal). As variações de coloração, medidas e porte foram recorrentes ao longo do Quadrilátero Ferrífero, sendo constatado que S. tripui exibe expressiva variação intrapopulacional.

Publicado
2019-12-30