O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao Editor".
  • Os arquivos para submissão estão em formato Microsoft Word ou OpenOffice (desde que não ultrapassem 2MB)
  • URLs para as referências foram informadas quando necessário.
  • O texto segue as normas estabelicidas em "Instruções aos Autores"
  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores.
  • A identificação de autoria do trabalho foi removida do arquivo e da opção Propriedades no Word, garantindo desta forma o critério de sigilo da revista, caso submetido para avaliação por pares (ex.: artigos), conforme instruções disponíveis em Assegurando a Avaliação Cega por Pares.
  • Todas as autorizações (protocolo de aprovação da Comissão de Ética no Uso de Animais, licença SISBIO, dentre outras) necessárias para a realização da pesquisa foram devidamente informadas no item Material e Métodos.

Diretrizes para Autores

Escopo e Política

Revista Brasileira de Zoociências publica artigos originais, artigos de revisão, comunicações científicas e artigos de divulgação científica na área de zoologia, com ênfase em biologia animal, comportamento, ecologia animal, evolução, sistemática, taxonomia, biogeografia, morfologia, fisiologia, conservação, zoologia aplicada e ensino de zoologia. As contribuições devem ser originais, não sendo aceitos trabalhos já publicados ou submetido à publicação. O acesso aos artigos publicados é aberto, através da página da Revista. Os artigos serão avaliados por no mínimo dois consultores ad-hoc, especialistas nos temas tratados e à anuência do editor-chefe. A submissão deverá ser feita por via eletrônica pelo sistema eletrônico da Revista Brasileira de Zoociências, após realizar cadastro como autor.

 

Taxa para autores

Não são cobradas taxas.

 

Seções

São publicados os seguintes tipos de textos: 

Artigos: Artigos regulares contendo resultados inéditos de pesquisas científicas na área de zoologia. Deve ter entre 6 e 35 páginas do MS-Word, incluindo figuras e tabelas. Os Itens do artigo são: ‘Título’; ‘Resumo’; ‘Palavras-chave’; ‘Abstract’; ‘Keywords’; ‘Introdução’; ‘Material e Métodos’; ‘Resultados’; ‘Discussão’ (pode ser apresentada junto aos resultados 'Resultados e Discussão'); ‘Conclusão’; ‘Agradecimentos’ (opcional); ‘Referências Bibliográficas’.

Artigos de Revisão: São aceitas revisões de literatura que incluam os métodos de busca, síntese e análise dos artigos científicos de uma determinada área, são encorajadas também inclusões de análises críticas, possíveis lacunas e direcionamentos para estudos futuros. O texto deve ter entre 6 e 35 páginas do MS-Word, incluindo figuras e tabelas. Os Itens da revisão são: ‘Título’; ‘Resumo’; ‘Palavras-chave’; ‘Abstract’; ‘Keywords’; ‘Introdução’; desenvolvimento do assunto (pode ser dividido em subtópicos); ‘Considerações Finais’; ‘Agradecimentos’ (opcional); ‘Referências Bibliográficas’.

Comunicação Científica: Notas científicas curtas com descrição de nova metodologia; novo registro de ocorrência de espécie, dentre outros. O texto deve ter entre 5 e 10 páginas do MS-Word, incluindo figuras e tabelas. Devem conter: ‘Título’; ‘Resumo’; ‘Palavras-chave’; ‘Abstract’; ‘Keywords’; corpo do texto (em bloco único, sem dividir em tópicos); ‘Agradecimentos’ (opcional); ‘Referências Bibliográficas’.

Zoociências na Escola: Artigo científico na área de ensino de biologia, com foco no ensino de zoologia e suas inter-relações na Educação Básica. Os textos podem conter novas metodologias de ensino, modelos facilitadores do aprendizado, desenvolvimento de sequências didáticas, dentre outros. Deve ter entre 6 e 35 páginas do MS-Word, incluindo figuras e tabelas. Os Itens do artigo são: ‘Título’; ‘Resumo’; ‘Palavras-chave’; ‘Abstract’; ‘Keywords’; ‘Introdução’; ‘Material e Métodos’; ‘Resultados’; ‘Discussão’; ‘Conclusão’; ‘Agradecimentos’ (opcional); ‘Referências Bibliográficas’.

Zoociências & Sociedade: Essa seção tem como objetivo a popularização da ciência. Os textos devem ser embasados em resultados de pesquisas científicas do próprio autor e/ou em descobertas recentes das Zoociências, traduzindo-as ao público em geral. Portanto, a linguagem deve ser clara e de fácil entendimento aos não-cientistas e não-biólogos. O texto deve ter entre 5 e 10 páginas do MS-Word, incluindo figuras e tabelas. Deve ser conter: ‘Título’; ‘Resumo’; ‘Palavras-chave’; ‘Abstract’; ‘Keywords’; corpo do texto (pode ser dividido em subtópicos); ‘Agradecimentos’ (opcional); ‘Referências Bibliográficas’. É obrigatória a inclusão de figuras.

 

Forma e preparação dos manuscritos

  • O arquivo para submissão deve estar em formato Microsoft Word, seguindo o modelo disponibilizado (Template para manuscritos RBZooc).
  • Deve ser redigido em inglês ou português, seguindo a norma culta da língua.
  • Páginas com formato A4, numeradas no canto inferior direito, espaçamento entre linhas 1,5, parágrafo com recuo de 1,5, todas as margens com 1,5 cm, texto justificado, fonte Calibri, tamanho 12.
  • O título do manuscrito de ser formatado em letras maiúsculas e minúsculas, negrito, centralizado, com fonte Garamond, tamanho 18.
  • Resumo em fonte Calibri, tamanho 10, em negrito. No caso do texto ser redigido em inglês, incluir o título do trabalho em português (negrito), seguido de ponto final. Na mesma linha iniciar o texto do resumo em bloco único, sem parágrafo e sem negrito.
  • Palavras-chave em fonte Calibri, tamanho 10, em negrito, seguido de dois pontos. Incluir, no máximo, cinco palavras que obrigatoriamente não estejam título, separadas por vírgula, organizadas em ordem alfabética, sem negrito.
  • Abstract em fonte Calibri, tamanho 10, em negrito. No caso do texto ser redigido em português, incluir o título do trabalho em inglês (negrito), seguido de ponto final. Na mesma linha iniciar o o texto do abstract, em bloco único, sem parágrafo e sem negrito.
  • Keywords em fonte Calibri, tamanho 10, em negrito, seguido de dois pontos. Incluir, no máximo, cinco palavras que obrigatoriamente não estejam título, separadas por vírgula, organizadas em ordem alfabética, sem negrito.
  • Os ITENS ‘Introdução’, ‘Material e Métodos’, ‘Resultados’, ‘Discussão’, ‘Conclusão’, ‘Referências Bibliográficas’ devem ser redigidos em letras maiúsculas, fonte tamanho 12, negrito, centralizado, sem numeração.
  • Os itens ‘Resultados’ e ‘Discussão’ podem ser apresentados juntos ou separados.
  • A conclusão do trabalho deve ser apresentada em item separado dos demais.
  • Subitens devem iniciar na margem esquerda, sem recuo, com apenas a primeira letra de cada palavra maiúscula, em negrito, sem ponto final e sem numeração.
  • Sub-subitens devem iniciar no canto esquerdo, sem recuo, com apenas a primeira letra de cada palavra maiúscula, em itálico, sem negrito, sem ponto final e sem numeração.
  • A primeira citação de espécie ou gênero deve vir acompanhada do nome científico por extenso, com autor e data, grupo zoológico ao qual pertence, obedecendo as normas de nomenclatura zoológica.
  • Os nomes de gênero e espécie devem ser escritos em caracteres itálicos (Ex. Tityus serrulatus).
  • Termos estrangeiros e neologismos devem escritos em caracteres itálicos.
  • Números de zero a dez devem ser escritos por extenso.
  • Números acompanhados por unidades de medida devem ser escritos em algarismos arábicos, nunca por extenso. Por exemplo: ‘2 m’ e não ‘dois metros’.
  • Antes e depois de símbolos matemáticos ( = , + , - ) utilizar espaços . Por exemplo: n = 2, p > 0,05. Exceto para % (ex: 2%, 3%).

Figuras e Tabelas

  • Fotografias, desenhos, esquemas, gráficos e mapas serão denominados Figuras. Não há qualquer restrição quanto ao uso de figuras coloridas e não são cobradas taxas adicionais. Figuras e Tabelas devem ser numeradas com algarismos arábicos, conforme a sequência que aparecem no texto, em ordem crescente (ex: Figura 1; Tabela 1). Deverão estar inseridas no corpo do texto, após suas citações, com as respectivas legendas alinhadas à esquerda e sem recuo. Legendas de tabelas e figuras devem ter fonte Calibri, tamanho 11. Informações claras e suficientes devem ser providas nas legendas para possibilitar o entendimento das tabelas e / ou figuras independentemente do texto, a fim de que ambas possam falar por si mesmas e transmitir os resultados mais relevantes do estudo.

    Ex: 

    Tabela 1. Médias estimadas (± erro padrão) para a temperatura e umidade do ar (n = 33).
  • Tabelas devem ser preparadas em preto e branco, com fonte Calibri, tamanho 11.

  • O texto de figuras (principalmente os valores de eixos de gráficos) devem ser formatados em fonte Calibri, em tamanho mínimo de 10.

  • Tabelas e figuras (bem como suas legendas) devem conter as unidades de medida de todas as variáveis apresentadas. Nos gráficos, os eixos devem apresentar seus respectivos ‘títulos de eixo’, incluindo a unidade de medida das variáveis. As unidades de medida devem seguir o Sistema Internacional de Unidades (SI). Sempre inserir um espaço entre o número e a unidade (por exemplo: 2 m, 3 cm).

  • Barras de escala devem ser incluídas nas imagens, quando pertinente. Itens importantes ou em destaque devem ser identificados na figura e na legenda. Para isso, o significado de diferentes cores e símbolos utilizados deve ser informado na legenda. Nas tabelas e figuras os símbolos (por exemplo: *, **) ou letras em supra escrito devem sempre vir acompanhados de descrição presente no rodapé ou na legenda.

Citações no texto

  • No texto será usado o sistema ‘autor, ano’ para citações bibliográficas, utilizando-se ampersand (&) no caso de dois autores, e et al., no caso de três ou mais autores. Ao utilizar mais de uma citação, as mesmas devem ser mencionadas em ordem cronológica e separadas por ponto-e-vírgula. Os autores devem garantir que todas as citações no texto apareçam na lista de Referências Bibliográficas e vice-versa.

Referências Bibliográficas

  • As referências devem ser organizadas em ordem alfabética. Devem ser relacionados todos os autores (não usar a expressão et al.), em letras maiúsculas e minúsculas. Os títulos de periódicos devem ser mencionados por extenso (sem abreviar) e em negrito.
  • Recomenda-se evitar citações de resumos apresentados em eventos científicos e de trabalhos acadêmicos (trabalhos de conclusão de curso, monografias, etc).
  • Artigos em periódicos

Bateman, G.C. & Vaughan, T.A. 1974. Nightly activities of mormoopiad bats. Journal of Mammalia 55(1): 45-65.

Stefani, V.; Sebaio, F. & Del-Claro, K. 2000. Desenvolvimento de Enchenopa brasiliensis Strümpel (Homoptera, Membracidae) em plantas de Solanum lycocarpum St. Hill. (Solanaceae) no cerrado e as formigas associadas. Revista Brasileira de Zoociências 2(1): 21-30.

Zuberogoitia, I.; Del Real, J.; Torres, J.J.; Rodríguez, L.; Alonso, M. & Zabala, J. 2014. Ungulate vehicle collisions in a peri-urban environment: Consequences of transportation infrastructures planned assuming the absence of ungulates. PloS ONE 9(9): e107713.

  • Livros

Ogimoto, K. & Imai, S. 1981. Atlas of Rumen Microbiology. Tokyo, Japan Scientific Societies Press. 231p.

Hosey, G.; Melfi, V. & Pankhurst, S. 2013. Zoo Animals: Behaviour, Management, and Welfare. 2 ed. Oxford, Oxford University Press. 643p.

  • Capítulos de livros

Low, B.S. 1976. The evolution of amphibians life histories in the desert, pp.149-195. In: Goodall, D.W. (ed.). Evolution of Desert Biota. Austin, University of Texas. 249p.

Teixeira, C.P. 2018. Pesquisas em comportamento animal, pp.21-33. In: Azevedo, C.S.; Barçante, L. & Teixeira, C.P. (org.). Comportamento Animal: Uma Introdução aos Métodos e à Ecologia Comportamental. Curitiba, Appris. 221p.

  • Tese/Dissertação

Góis, K.C.R. 2018. Comportamento de Proteção Materna em Vacas Girolando: Métodos de Avaliação e suas Relações com a Reatividade ao Manejo e Produção. Tese (Doutorado em Zootecnia). Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Jaboticabal, SP. 80p.

  • Publicações eletrônicas

Agosti, D. 2004. Social Insects World Wide Web – Hymenoptera On-Line Data Base. Disponível em: <http:// atbi.biosci.ohiostate.edu:210/hymenoptera>. Acesso em: 19 set. 2004.

  • Congressos, Simpósios e outras reuniões científicas

Felix, F.C.; Spach, H.L.; Otero M.E.B.; Hostim-Silva, M. & Moro, P.S. 2005. Variación espacial em laestructura de la comunidad de peces en dos playas con distinto morfodinamismo. In: XI Colamar, 2005, Viña del Mar, Chile. p.139.

Artigos

Artigos regulares contendo resultados inéditos de pesquisas científicas na área de zoologia. Deve ter entre 6 e 35 páginas do MS-Word, incluindo figuras e tabelas. Os Itens do artigo são: ‘Título’; ‘Resumo’; ‘Palavras-chave’; ‘Abstract’;Key-words’; ‘Introdução’; ‘Material e Métodos’; ‘Resultados’; ‘Discussão’ (pode ser apresentada junto aos resultados 'Resultados e Discussão'); ‘Conclusão’; ‘Agradecimentos’ (opcional); ‘Referências Bibliográficas’.

Artigos de Revisão

São aceitas revisões de literatura que incluam os métodos de busca, síntese e análise dos artigos científicos de uma determinada área, são encorajadas também inclusões de análises críticas, possíveis lacunas e direcionamenros para estudos futuros. O texto deve ter entre 6 e 35 páginas do MS-Word. Os Itens da revisão são: ‘Título’; ‘Resumo’; ‘Palavras-chave’; ‘Abstract’;Key-words’; ‘Introdução’; desenvolvimento (pode ser dividido em subtópicos); ‘Considerações Finais’; ‘Agradecimentos’ (opcional); ‘Referências Bibliográficas’.

Nota Científica

Comunicações científicas curtas com descrição de nova metodologia; novo registro de ocorrência de espécie, dentre outros. O texto deve ter entre 5 e 10 páginas do MS-Word. Devem conter: ‘Título’; ‘Resumo’; ‘Palavras-chave’; ‘Abstract’;Key-words’; corpo do texto (em bloco único, sem dividir em tópicos); ‘Agradecimentos’ (opcional); ‘Referências Bibliográficas’. Pode conter figuras e tabelas.

Zoociências na Escola

Artigo científico na área de ensino de biologia, com foco no ensino de zoologia e suas inter relações na Educação Básica. Os textos podem conter novas metodologias de ensino, modelos facilitadores do aprendizado, desenvolvimento de sequências didáticas, dentre outros. Deve ter entre 6 e 35 páginas do MS-Word, incluindo figuras e tabelas. Os Itens do artigo são: ‘Título’; ‘Resumo’; ‘Palavras-chave’; ‘Abstract’;Key-words’; ‘Introdução’; ‘Material e Métodos’; ‘Resultados’; ‘Discussão’; ‘Conclusão’; ‘Agradecimentos’ (opcional); ‘Referências Bibliográficas’.

Zoociências & Sociedade

Essa seção tem como objetivo a popularização da ciência. Os textos devem ser embasados em resultados de pesquisas científicas do próprio autor e/ou em descobertas recentes das zoociências, traduzindo-as ao público em geral. Portanto, a linguagem deve ser clara e de fácil entendimento aos não-cientistas e não-biólogos. O texto deve ter entre 5 e 10 páginas do MS-Word. Deve ser conter: ‘Título’; ‘Resumo’; ‘Palavras-chave’; ‘Abstract’;Key-words’; corpo do texto (pode ser dividido em subtópicos); Agradecimentos (opcional); Referências Bibliográficas. É obrigatória a inclusão de figuras.

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.

Declaração de Direitos Autorais

A Revista Brasileira de Zoociências é uma revista de acesso aberto sob uma licença Creative Commons (Creative Commons Attribution 4.0 International License).