Descarte de Peixes Ornamentais em Águas Continentais Brasileiras Registrados no YoutubeTM: Ausência de Informação ou Crime Ambiental Deliberado?

  • João Daniel Ferraz Programa de Pós-graduação em Ciências Biológicas, Laboratório de Ecologia de Peixes e Invasões Biológicas, Departamento de Biologia Animal e Vegetal, Centro de Ciências Biológicas, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, PR, Brasil
  • Diego Azevedo Zoccal Garcia Laboratório de Ecologia de Peixes e Invasões Biológicas, Departamento de Biologia Animal e Vegetal, Centro de Ciências Biológicas, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, PR, Brasil
  • Armando César Rodrigues Casimiro Programa de Pós-graduação em Ciências Biológicas, Laboratório de Ecologia de Peixes e Invasões Biológicas, Departamento de Biologia Animal e Vegetal, Centro de Ciências Biológicas, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, PR, Brasil
  • Marcelo Hideki Shigaki Yabu Laboratório de Ecologia de Peixes e Invasões Biológicas, Departamento de Biologia Animal e Vegetal, Centro de Ciências Biológicas, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, PR, Brasil
  • Iago Vinicios Geller Programa de Pós-graduação em Ciências Biológicas, Laboratório de Ecologia de Peixes e Invasões Biológicas, Departamento de Biologia Animal e Vegetal, Centro de Ciências Biológicas, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, PR, Brasil
  • André Lincoln Barroso Magalhães Programa de Pós‑Graduação em Tecnologias para o Desenvolvimento Sustentável, Universidade Federal de São João Del Rei, Ouro Branco, MG, Brasil https://orcid.org/0000-0002-9463-1836
  • Ana Paula Vidotto-Magnoni Programa de Pós-graduação em Ciências Biológicas, Laboratório de Ecologia de Peixes e Invasões Biológicas, Departamento de Biologia Animal e Vegetal, Centro de Ciências Biológicas, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, PR, Brasil
  • Mário Luís Orsi Programa de Pós-graduação em Ciências Biológicas, Laboratório de Ecologia de Peixes e Invasões Biológicas, Departamento de Biologia Animal e Vegetal, Centro de Ciências Biológicas, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, PR, Brasil
Palavras-chave: Espécies Invasoras, Impacto ambiental, Invasão biológica, Mídias Sociais

Resumo

O aquarismo é um hobby praticado mundialmente com aumento de popularidade no Brasil nas últimas décadas. A soltura de peixes ornamentais em ambientes naturais é equivocada, sendo considerada introdução de espécies e crime ambiental. Dessa maneira, objetivou-se verificar a existência de registros de solturas disponíveis na web, na mídia social Youtube™ no Brasil. A busca por vídeos com situações de soltura ou descarte foi realizada entre julho e dezembro do ano de 2018, totalizando-se 616 horas de busca. Como resultado, obteve-se 48 registros de solturas, sendo as mais incidentes as regiões do Sudeste, Nordeste e Sul. São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro foram os Estados com maior número de registros. Registrou-se 33 táxons de peixes (18 gêneros e 15 espécies) e dois híbridos, sendo muitas delas espécies invasoras. A maioria dos praticantes não tem conhecimento sobre a ilegalidade do ato ou a possibilidade de impacto ambiental. O perigo das solturas ornamentais quanto à oportunidade de invasão biológica, a pressão de propágulo empregada e os conceitos equivocados sobre ecologia abordados nos vídeos são discutidos. Sugere-se a conscientização dos aquaristas e maior controle sobre o hobby, sendo as redes e mídias sociais uma nova ferramenta para os órgãos fiscalizadores detectarem distúrbios que possam prejudicar os ambientes naturais.

Publicado
2019-12-30