Abundância e Flutuação Populacional do Gênero Chrysomya (Robineau-Desvoidy, 1830) (Diptera: Calliphoridae) Durante as Fases de Decomposição da Carcaça de Sus scrofa (Linnaeus, 1758) na Região Nordeste do Brasil

  • Luara Lopes Sousa Universidade Federal do Espírito Santo, UFES; Universidade do Estado da Bahia, UNEB.
  • Welber da Costa Pina Universidade do Estado da Bahia, UNEB.
Palavras-chave: Entomologia Forense, Floresta Atlântica, Moscas Varejeiras

Resumo

As espécies do gênero Chrysomya (Robineau-Desvoidy, 1830), Diptera: Calliphoridae, são conhecidas vulgarmente como moscas-varejeiras. Elas são importantes do ponto de vista epidemiológico, como vetores de microrganismos, porém desempenham papeis fundamentais para os processos ecológico e de importância forense. Assim, o presente estudo teve como objetivo conhecer a abundância e flutuação populacional do gênero Chrysomya durante as fases de decomposição da carcaça de Sus scrofa em um fragmento de Mata Atlântica no Extremo Sul da Bahia. Utilizou-se um pernil de porco com aproximadamente três quilogramas alocado na armadilha do tipo Shannon modificada. Foram realizadas nove coletas, distribuídas em quatro fases (fresca, gasosa, coliquativa e esquelética) de decomposição da carcaça de outubro a novembro de 2015. Foram identificadas 1299 moscas pertencentes a quatro espécies da família Calliphoridae: Chrysomya albiceps (Wiedemann, 1819), Chrysomya putoria (Wiedemann, 1830), Chrysomya megacephala (Fabricius, 1794) e Cochliomyia macellaria (Fabricius, 1775). O genêro Chrysomya foi mais abundante na fase gasosa. C. albiceps foi a espécie mais abundante, frequente e considerada dominante, apresentando correlação positiva com a quantidade de massa de putrilagem e negativa com presença de esqueleto na carcaça. As abundâncias das espécies C. megacephala e C. putoria não tiveram correlação com nenhum dos fatores analisados, com exceção da massa de putrilagem, que teve uma correlação positiva com C. putoria. Portanto, C. albiceps foi a espécie mais representativa e esteve presente ao longo de praticamente todo o processo de decomposição. De modo geral, o estágio de decomposição mais atrativo para as espécies deste gênero de Diptera foi o gasoso. Em contraposição, no estágio de esqueletização não houve a presença das mesmas. Ademais, foi evidenciado que a temperatura interna e a umidade interna tiveram pouca influência para atração dos Chrysomia, sendo a massa de putrilagem um importante fator para atração de duas, das três espécies do gênero analisadas neste trabalho.

Publicado
2019-08-22