Etograma básico, horário de atividade e aspectos comportamentais comparados e influência de fatores abióticos em jovens e adultos de Achatina fulica Bowdich, 1822 (Gastropoda: Achatinidae)

  • Evelyn Durço
  • Elisabeth de Almeida Bessa
  • Lidiane Silva

Resumo

Efeitos bióticos, como competição intraespecífica entre indivíduos de diferentes faixas etárias, e abióticos, como temperatura e umidade, podem interferir no comportamento de moluscos terrestres. Objetivou-se com este estudo verificar a atividade de jovens e adultos de Achatina fulica, a freqüência dos atos comportamentais exibidos e a influência da temperatura e umidade relativa do ar na atividade dos animais. Indivíduos adultos foram mais ativos que os jovens ao longo do estudo. Houve diferença para o comportamento “enterrar”, sendo que jovens permaneceram mais enterrados do que adultos. Observou-se diferença para o ato “repousar” (repouso total), sendo maior para adultos. O repouso horizontal no substrato foi mais frequente em adultos, enquanto o repouso vertical na parede do terrário foi igual para adultos e jovens. Para o ato “deslocar” (deslocamento total) o mesmo padrão foi observado. Porém adultos se deslocaram mais verticalmente do que jovens. Não houve diferença para o deslocamento horizontal. Verificou-se sobreposição no horário de deslocamento entre adultos e jovens, embora animais adultos tenham se deslocado por um período maior. Não foi observada diferença para a frequência do comportamento “alimentar”, porém jovens tiveram um período menor para a alimentação, sobrepondo com animais adultos. O mesmo padrão foi observado para “explorar”. Os comportamentos “emergir” e “enterrando” também não diferiram. O ato “defecar” foi observado somente em indivíduos adultos. O comportamento de “interagir” não foi observado em jovens, nem em adultos. A umidade relativa do ar não influenciou na atividade de jovens e adultos. Porém a temperatura teve influência semelhante em ambas as idades, sendo tanto maior a atividade quanto maior a temperatura, numa escala de 22 a 26ºC. Esse trabalho sugere que pode haver competição por alimento e espaço entre jovens e adultos, ocorrendo assim um autocontrole populacional da espécie devido à sobreposição de nicho.

Publicado
2014-07-30