Diversidade de formigas (Hymenoptera, Formicidae) do perímetro urbano do município de Chapecó, Santa Catarina, Brasil

  • Vinícius Matheus Caldart Universidade Federal de Santa Maria - UFSM
  • Samanta Iop Universidade Federal de Santa Maria - UFSM
  • Junir Antonio Lutinski Universidade Federal de Santa Maria - UFSM
  • Flávio Roberto Mello Garcia Universidade Federal de Pelotas

Resumo

Estudos sobre a ocorrência de formigas em ambientes urbanos são escassos em Santa Catarina e só começaram a ser realizados na última década no oeste do Estado. Objetivando conhecer a mirmecofauna urbana do município de Chapecó, Santa Catarina, o perímetro urbano foi dividido em oito áreas onde foram realizadas coletas mensais durante o período de março de 2006 a fevereiro de 2007, em áreas externas de residências e comércios, utilizando-se iscas a base de sardinha e coletas manuais. Do total de registros obtidos para cada espécie caracterizou-se a mirmecofauna através dos índices de diversidade (Shannon-Wiener - H’) e riqueza estimada (Chao 2). Foram identificadas 66 espécies, distribuídas em 29 gêneros, 14 tribos e sete subfamílias: Myrmicinae (31), Formicinae (14), Dolichoderinae, Ponerinae (6), Pseudomyrmecinae (5), Ectatomminae (3) e Ecitoninae (1). O índice geral de diversidade de Shannon-Wiener encontrado foi de 3,89; um valor significante quando comparado a valores obtidos em outros estudos da região. Constatou-se a presença de espécies frequentemente associadas à microorganismos patogênicos, bem como a presença de formigas especialistas de hábitat. Os resultados mostram que a diversidade de formigas do município de Chapecó é alta quando comparada à diversidade conhecida para a região, e que a conservação dos remanescentes e fragmentos de vegetação é fundamental para a manutenção dessa diversidade.

Publicado
2014-01-20