Atividade fagoinibidora do ácido salicílico sobre Bradybaena similaris (Férussac, 1821) (Mollusca, Bradybaenidae) em condições de laboratório

  • Eloá Gomes Arévalo
  • Flávia Oliveira Junqueira
  • Geraldo Luiz Gonçalves Soares
  • Elisabeth Cristina de Almeida Bessa

Resumo

Bradybaena similaris (Férussac, 1821) é um gastrópode terrestre e encontra-se amplamente distribuído no continente americano. O ácido salicílico (AS) pode participar na defesa das plantas contra herbivoria, além de apresentar atividade deterrente. O objetivo do
trabalho foi avaliar a atividade fagoinibidora do AS sobre B. similaris. Os testes foram realizados com moluscos adultos e utilizou-se um experimento de escolha simples(E1) e outro de escolha dupla(E2). Grupos tratados de E1 receberam 1g de ração, onde adicionou-se AS nas
concentrações 1% ou 2%. Grupos controles receberam a ração isenta de AS. Grupos tratados de E2 receberam dois recipientes de ração simultaneamente, um contendo 1g de ração sem AS e o outro com 1g de ração com AS nas concentrações de 1g ou 2g/100g. Os controles
receberam dois potes de ração pura. Cada concentração e os respectivos controles foram realizados em três repetições com cinco animais mantidos em jejum prévio de 24h. Avaliou-se a fagoinibição através da pesagem dos recipientes com ração às 24, 48 e 72hs após início do
teste. Diferenças estatísticas entre os tratamentos foram detectadas pelo teste t de student (p < 0,05). Nas primeiras 24hs de E1 apenas os animais dos controles se alimentaram. Nos grupos tratados com ração a 1% de AS, o consumo teve início após 48hs. Os grupos tratados
com ração a 2% de AS se alimentaram no terceiro dia de observação, porém o consumo médio diário de ração foi similar ao dos controles. Em E2 o consumo de ração nos grupos controles foi semelhante ao do primeiro experimento. Nos tratados com 1% houve preferência pelo
recipiente com ração pura. As rações tratadas só foram consumidas após 48hs. Essa preferência é absoluta nos tratamentos com AS a 2%, no qual não se observou consumo da srações tratadas durante todo o período de observação.A análise do consumo total de ração no
experimento de escolha dupla confirma que a adição de ácido salicílico na ração reduz a sua palatibilidade para B. similaris. Pode-se, portanto, afirmar que esse ácido fenólico tem atividade fagoinibidora sobre esse molusco terrestre.
Publicado
2009-08-11