Goffman e a interação por videoconferência: notas teórico-metodológicas

Autores

  • Édison Gastaldo CEP/FDC

DOI:

https://doi.org/10.34019/1982-2243.2021.v25.33777

Resumo

Este artigo busca discutir alguns conceitos da obra de Erving Goffman aplicados ao estudo de interações sociais mediadas por videoconferência. Trata-se dos conceitos de “comunicação imprópria”, “ajustamento secundário”, “trabalho de face” e “(mudança de) footing”. Cada um desses conceitos se aplica com pertinência a interações ocorrentes em videoconferências. Este tipo de interação se tornou muito mais frequente por conta do contexto da pandemia de Covid-19, que implicou em um grande número de atividades profissionais sendo alteradas para modelos de home office e trabalho remoto por Internet. Como exemplo analítico, será explorado um incidente ocorrido durante uma reunião de trabalho do escalão superior de uma Universidade brasileira. Uma sucessão de eventos implausíveis – e risíveis – tornou o vídeo dessa reunião um sucesso na Internet, viralizando para muito além dos circuitos acadêmicos, em uma profusão de paródias e memes. A teoria goffmaniana fornece um importante aporte para a análise de situações disruptivas como essa.   

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-08-17