Sobrevivência e parkour marginal: as performances das participantes de uma batalha de rap feminina

Autores

  • Lucas Felipe de Oliveira Santiago Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.34019/1982-2243.2021.v25.33718

Resumo

O objetivo deste artigo é observar uma batalha de rap feminina. Para esta finalidade,  valemo-nos dos constructos teóricos e analíticos de enquadre (frame), footing e performance do sociólogo Erving Goffman. Buscamos compreender, através da interação social microlocalizada, como os interactantes tematizam a sobrevivência e um parkour marginal através de suas expressões artísticas. A metodologia de pesquisa é qualitativa, interpretativista com aspiração etnográfica em contexto onlineOffline. A partir dos versos de Jessie e Iza, as duelantes da batalha, percebemos como as mc’s destacam a necessidade de superar diversos tipos de obstáculos para sobreviver na cultura Hip-hop.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-08-17