Subjectification

TRADUÇÃO

  • Ronald Wayne Langacker

Resumo

A subjetificação é um tipo de extensão semântica recorrente e altamente relevante que atua
com frequência como fator central na evolução de elementos “lexicais” para elementos
“gramaticais”. Esse processo diz respeito à distinção reconhecida na Gramática Cognitiva
entre a perspectivação subjetiva ou objetiva de uma entidade. Tal distinção está relacionada
ao fato de uma entidade funcionar prioritariamente como “sujeito” ou “objeto” da
concepção. Um tipo comum de extensão semântica envolve a relação originalmente objetiva,
no sentido de existir entre participantes objetivamente construídos, sendo transferida para o
eixo subjetivo, de forma que uma relação análoga ocorra entre o conceptualizador
subjetivamente construído e alguma entidade na cena objetiva original. Os exemplos
apresentados incluem a interpretação de determinadas expressões locativas, o sentido de
futuro dos verbos que significam “ir”, a evolução dos verbos modais a partir de sentidos
mais concretos e o desenvolvimento da forma perfectiva “have” a partir de verbos de posse.
A teoria semântica do século XX, inspirada pela Lógica Formal baseada em condições
de verdade, por muito tempo pressupôs uma visão objetivista do significado. De fato, manuais
de semântica frequentemente reservam espaço considerável para explicar porque o aluno está
errado, quando não totalmente ingênuo, em supor que o significado poderia ser algo tão
obscuro como um pensamento ou conceito (cf. KEMPSON, 1977, p.15-20; PALMER 1981,
p. 24-28). No entanto, ao longo dos últimos anos, testemunharam-se o surgimento e a
elaboração contínua de uma teoria da significação subjetivista ou conceptualista
razoavelmente explícita e de base empírica - em síntese, uma verdadeira Semântica
Cognitiva¹. Um princípio fundamental da Semântica Cognitiva é que o significado de uma
expressão não pode ser reduzido a uma caracterização objetiva da situação descrita; é
igualmente importante para a Semântica a forma como o conceptualizador escolhe construir a
situação e retratá-la para fins expressivos. O valor semântico exato de uma expressão é
determinado por inúmeras facetas da perspectivação conceptual* inclusive o nível de
especificidade com que a situação é caracterizada, suposições e expectativas implícitas, a
relativa proeminência conferida a múltiplas entidades e a perspectiva assumida na cena
comunicativa. É um determinado aspecto da perspectiva que nos interessa aqui.

Publicado
2020-01-28