WhatsApp: uma mesclagem multimodal contemporânea

  • Lilian Ferrari
  • Maíra Avelar
  • Gustavo Paiva Guedes

Resumo

Este trabalho adota a Teoria dos Espaços Mentais (Fauconnier, 1994, 1997) e a Teoria da Integração
(ou Mesclagem) Conceptual (Fauconnier & Turner, 2002), para descrever a estrutura cognitiva subjacente ao
aplicativo de celular denominado WhatsApp Messenger (Wz). Argumenta-se que o aplicativo constitui a âncora
material de um processo de integração conceptual experiencial e multimodal. Propõe-se, ainda, que a troca de
mensagens de texto envolve mesclagem múltipla composta por três espaços mutuamente conectados – FALA
(conversação face a face), ESCRITA e IMAGEM, que são projetados seletivamente na mescla. Na estrutura
emergente, a comunicação por Wz é concebida pelos usuários como comunicação face a face multimodal.

Publicado
2020-01-28