Bases linguísticas para o estudo do latim: Reflexões sobre o texto-fonte

  • Giovanna Longo

Resumo

O presente artigo, construído a partir de uma reflexão teórica sobre língua e linguagem, busca
apontar caminhos para empreender uma desejável aproximação entre a teoria linguística de base
estruturalista e os Estudos Clássicos. Partindo de conceitos fundamentais estabelecidos por Saussure
(2003), desenvolvidos por Hjelmslev (1975, 1991) e Benveniste (1976) e aprimorados por Greimas (2008),
toma-se o latim como língua materna dos antigos romanos (LIMA, 1995) e seus textos, como objeto que,
sob pontos de vista diferentes, porém convergentes, são tanto manifestação do sistema linguístico quanto
manifestação do discurso.

Publicado
2019-10-16