7) Resquícios: o que sobrou do contato no caso das pretônicas

  • Eliete Figueira Batista da Silveira (UFRJ)
  • Anna Carolina da Costa Avelheda (UFRJ)

Resumo

Inglês: Remains: what is left of the contact in case of pretonic
The heightening of unstressed vowels [e] and [o] figures as stable variation Brazil Portuguese (BP), but as different behavior in European Portuguese (EP). In this variety, heightening are in earlier proceedings, including reaching the deletion of unstressed vowel. This paper aims to verify the remains of sixteenth European Portugues, regarding pretonic vowel context, on the actual Brazilian Portuguese. The theoretical framework of labovian variationist sociolinguistics underlies this analysis. The results indicate that the constraints of the current stage of heightening in European Portuguese are the same ones who control the increasing heigth Brazilian Portuguese. The differences are due to changes in the rhythm observed in PE since the sixteenth century.
Key-words: language contact; variation; sociolinguistics; heightening; rhythm.

Tradução:
O alteamento das vogais médias pretônicas [e] e [o] configura variação estável no Português Brasileiro (PB), mas apresenta comportamento diverso no Português Europeu (PE), em cuja variedade constitui processo mais adiantado, inclusive chegando ao apagamento da pretônica. O presente trabalho objetiva verificar o que restou do português europeu quinhentista, em relação ao quadro vocálico pretônico, no português brasileiro atual. O aporte teórico da Sociolinguística Variacionista laboviana fundamenta esta análise. Os resultados indicam que os condicionamentos do atual estágio do alteamento no Português Europeu são os mesmos que controlam o alteamento no Português Brasileiro. As diferenças são atribuídas a mudanças no ritmo verificadas no PE desde o século XVI.
Palavras-chave:
contato linguístico; variação; sociolinguística; alteamento; ritmo.

Publicado
2016-06-14
Edição
Seção
Artigo: Repercussões contemporâneas