A intolerância religiosa e o preconceito racial nas escolas:

reflexões sobre a importância da atuação docente

Autores

  • Glauber Lobato IUPERJ
  • Arthur Lima de Oliveira

DOI:

https://doi.org/10.34019/2237-6151.2019.v16.27169

Palavras-chave:

Educação, Preconceito racial, Preconceito religioso, Sociedade, Diversidade

Resumo

Este artigo tem por objetivo central discutir a atuação dos professores em relação preconceito religioso presente nas escolas, principalmente contra religiões de matriz africana e seus adeptos. Para tal, abordamos a atividade dos movimentos relacionados à negritude e suas contribuições além de apontarmos o papel essencial que o professor exerce no Âmbito educacional a fim de dirimir as perspectivas preconceituosas nesse espaço, que deve promover a pluralidade, respeito e liberdade. O preconceito deve ser mitigado em todos os setores da sociedade e, principalmente, nos ambientes educacionais, visto que novos cidadãos sairão desses espaços para atuar na sociedade e não há mais tempo nem espaço para mantermos um sistema social baseado em hierarquização de credos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANTÔNIO, Thaís (Ed.). Você sabe o que é um griô? 2016. Disponível em: <http://www.ebc.com.br/cultura/galeria/audios/2013/02/voce-sabe-o-que-e-um-grio>. Acesso em: 21 jun. 2019.

BOMFIM, Evandro Luiz Soares; NASCIMENTO, Aleksandro de Jesus. A religião e o preconceito na escola. Revista Eletrônica dos Discentes da Faculdade Eça de Queiroz. 2017.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Versão Final. 2018. Disponível em: <http://basenacionalcomum.mec.gov.br/> Acesso em 24 jun. 2019.

______. Diversidade religiosa é marca da população brasileira. 2018. Disponível em: <http://www.brasil.gov.br/noticias/cidadania-e-inclusao/2018/01/diversidade-religiosa-e-marca-da-populacao-brasileira>. Acesso em: 24 jun. 2019.

______. Lei Nº 10.639, de 9 de janeiro de 2003. Altera a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática “História e Cultura Afro-Brasileira”, e dá outras providências. Diário Oficial da União, 10 jan. 2003. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/l10.639.htm>. Acesso em: 20 jun. 2019.

BUTTER, David. Entenda o que é proselitismo, palavra usada pelo Papa. 2007. Disponível em: <http://g1.globo.com/Noticias/PapanoBrasil/0,,MUL35876-8524,00.ht ml>. Acesso em: 26 jun. 2019.

COSTA, Renata Silva da. Apontamentos sobre preconceito religioso na escola. In: XIII Congresso Nacional de Educação. 2017.

GOMES, Nilma Lino. Alguns termos e conceitos presentes no debate sobre relações raciais no Brasil: uma breve discussão. In: Ricardo Henriques. (Org.). Educação antirracista: caminhos abertos pela Lei Federal no. 10.639/03. Ed. Brasília: SECAD/MEC, 2005, v., p. 39-62.

JUNIOR, Henrique Cunha. Candomblés: como abordar esta cultura na escola. Revista Espaço Acadêmico n° 102: novembro de 2009

LARAIA, Roque de Barros. Cultura: um conceito antropológico. 16. ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2003.

TEIXEIRA, F. . O campo religioso brasileiro na ciranda dos dados. Revista do Instituto Humanitas Unisinos(400). 2012.

MOREIRA, Antonio Flávio Barbosa; CANDAU, Vera Maria. Educação escolar e cultura(s): construindo caminhos. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n.23, p. 156-168, mai./ago. 2003.

PAPALIA, D. E.; FELDMAN, R. D. Desenvolvimento Humano. 12ª. ed. Porto Alegre: AMGH, 2013.

OLIVA, Anderson Ribeiro. A história da África nos bancos escolares: Representações e imprecisões na literatura didática. 2003. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/%0D/eaa/v25n3/a03v25n3.pdf>. Acesso em 21 jun. 2019.

SANTOS, Babalawô Ivanir dos et al. Intolerância Religiosa no Brasil - Relatório e Balanço. 2016. Disponível em: <https://www.geledes.org.br/wp-content/uploads/2018/08/relatorio-final-port-2.pdf>. Acesso em: 27 jun. 2019.

Downloads

Publicado

2019-10-22

Como Citar

LOBATO, G.; LIMA DE OLIVEIRA, A. A intolerância religiosa e o preconceito racial nas escolas:: reflexões sobre a importância da atuação docente. Sacrilegens , [S. l.], v. 16, n. 1, p. 394–405, 2019. DOI: 10.34019/2237-6151.2019.v16.27169. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/sacrilegens/article/view/27169. Acesso em: 19 jun. 2024.