Pesquisas em espiritualidade e saúde

  • Ernani Francisco dos Santos Neto
  • Carolina de Carvalho Duarte Guimarães
Palavras-chave: Espiritualidade, Saúde, Religiosidade, Religião, Pesquisa

Resumo

A constituição deste grupo de trabalho vem da consciência e da oportunidade de se promover novos saberes e trocas entre o âmbito da Ciência da Religião e pesquisas em Religiosidade/Espiritualidade (R/E) e saúde. Um grande número de  estudos vem apontando para a relevância da R/E para a saúde: relevância essa percebida pelo público geral, bem como por acadêmicos e profissionais que atuam na área de saúde. O Brasil atualmente é o quinto país com maior produção acadêmica na área de R/E e saúde. Os objetivos desta proposta de GT são: fomentar a troca de conhecimento, diálogo e reflexão teórica e empírica entre os programas de graduação e pós-graduação que investigam as interfaces entre R/E e saúde; fomentar a interdisciplinaridade; estimular e desenvolver estudos/pesquisa que tenham como objeto a experiência religiosa, em sua natureza e influência; fortalecer saberes sobre a construção das crenças, sobre a experiencia religiosa na cultura, sincretismo religioso e o diálogo entre as tradições religiosas.

Referências

ALVES, Rubens. O que é religião? Edições Loyola: São Paulo, 1999.
ALMEIDA, Tatiana. Espiritualidade e resiliência: enfrentamento em situações de luto.
Sacrilegens, Juiz de Fora, v. 12, n. 1, p.72-91, jan-jun/2015.
ARAGÃO, Gilbraz. Ciências da religião na INICAP. Numen:revista de estudos e pesquisa da
religião, Juiz de Fora, v.15, n.2, 2012.
ARAÚJO, Maria et al. O papel da religiosidade na promoção da saúde do idoso. Revista
Brasileira de Promoção da Saúde, Fortaleza. RBPS, v. 21, n. 3, p. 201-208, 2008.BETTO,
Frei. Mística e Espiritualidade. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 2014.
BERKENBROCK, Volney. Provocações sobre o Diálogo Inter-religioso na perspectiva da
Religiosidade – Dez Teses. Numen: Revista de Estudos e Pesquisa da Religião.Juiz de Fora,
v. 10, n. 1e2, p. 27-39. jan -jun./jul.dez, 2007.
CAMURÇA, Marcelo. Estilos de espiritualidade como critério para tipologias e
interpretações do campo religioso na contemporaneidade. Ciencias Sociales y
Religión/Ciências Sociais e Religião, v. 18, n. 24, 2016.
CARVALHO-FERREIRA, Alberto. et al. Concepções de Espiritualidade e Religiosidade e a
Prática Multiprofissional em Cuidados Paliativos. Revista Kairós Gerontologia, v. 18, n. 3, p.
227-244. ISSN 2176-901X. São Paulo (SP), Brasil: FACHS/NEPE/PEPGG/PUC-SP, 2015
FREUD, Sigmund, 1856 – 1939. O futuro de uma ilusão, o Mal-estar na civilização e outros
trabalhos (1927- 1931). Obras completas de Sigmund Freud: edição standart brasileira/
Sigmund Freud; com comentários e notas de James Strachey: em elaboração com Ana Freud;
Assistido por AlixStrachey e Alan Tyson; traduzido do alemão e do inglês sob a direção geral
de Jayme Salomão. Rio de Janeiro: Imago, 1996.
GROSS, Eduardo. O conceito de religião em Paul Tillich e a ciência da religião. Revista
Eletrônica Correlatio,v. 12, n. 24, dez. 2013.
JUNIOR, Érico & PORTELLA, Rodrigo. Ciência da Religião: Uma Proposta A Caminho de
Consensos Mínimos. Juiz de Fora. Numen: Revista de Estudos e pesquisa da Religião, v. 15,
n.2, jun-dez. 2012.
KOENIG, Harold G. Medicina, religião e saúde: o encontro da ciência e da espiritualidade.
Porto Alegre: L&PM, 2012.
LACAN, Jaques. O triunfo da religião, precedido de, discurso aos católicos/Jaques Lacan;
tradução André Telles; revisão técnica, RamMandil. Rio de Janeiro: Zahar, 2005.
MITHEN. Steven. O big bang da cultura humana: as origens da arte e da religião. A préhistória da mente: uma busca das origens da arte, da religião e da ciência/ Steven Mithen;
tradução Laura Cordellini Barbosa de Oliveira; revisão técnica Max BlumRatis e Silva. São
Paulo: Editora UNESP, 2002.
PIEPER, Frederico. O objeto da Ciência da Religião horizontes e limites de um conceito.
Aula ministrada no Programa de Pós-graduação em Ciência da Religião- UFJF 1ª semestre
de2018.
PINTO, Ênio. Espiritualidade e Religiosidade: Articulações. REVER - Revista de Estudos da
Religião,p. 68-83, dez. 2009.
SARTO, Giovanna. Religiosidade Marginal: um estudo da religião e caridade na vida de
moradores de rua de juiz de fora. Trabalho de conclusão de curso. Bacharelado
Interdisciplinar em Ciências Humanas, da Universidade Federal de Juiz de Fora, 2017.
SIQUEIRA, Sônia. Religião e religiosidade Continente ou conteúdo? Religiões e
Religiosidades: entre a tradição e a modernidade. Org. Ângelo Adriano Faria de Assis e
Mabel Salgado Pereira, São Paulo: Paulinas, p. 143-159, 2010.
SOCCI, Vera. Religiosidade e o adulto idoso. In PORTO WITTER, Geraldina.
Envelhecimento. Referenciais teóricos e pesquisas. (Coleção Velhice e Sociedade).
Campinas: Editora Alínea, p. 87-101, 2006.
SILVA-PORTELA, Bruno. O conceito religião no pensamento de Carl Gustav Jung
Sacrilegens, Juiz de Fora, v.10, n.1, p. 46-61, jan-jun/2013.
SHARPE, Eric. The study of religion in historical perspective.TheRoutledge Companion to
the Study of Religion.Edited by John R. Hinnells, p. 21- 38,2 ed, 2009.
TAVARES, Thiago. A religião vivida: expressões populares de religiosidade. Sacrilegens,
Juiz de Fora, v. 10, n.2, p. 35-47, jul-dez/2013.
BOFF. L. O cuidado necessário. Petrópolis: Vozes, 2012.
COELHO, R.S. A experiência do nascimento na obra de D. W. Winnicott: teoria e prática em
maternidade. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2013.
FADYNHA. A doula no parto: o papel da acompanhante de parto especialmente treinada para
oferecer apoio contínuo físico e emocional à parturiente. São Paulo: Ground, 2003.
FIOCRUZ. Pesquisa Nascer no Brasil.Disponível em: http://www.ensp.fiocruz.br/portalensp/informe/site/arquivos/anexos/nascerweb.pdf. Acesso em: jul. 2014.
GADAMER, H.G. O caráter oculto da saúde. Petrópolis: Vozes, 1993.
GUIMARÃES, C.D. A arte de cuidar: espiritualidade do cuidado na relação mãe bebê. São
Paulo: Fonte, 2016.
ODENT, M. O camponês e a parteira:uma alternativa à industrialização da agricultura e do
parto. São Paulo: Ground, 2002.
_______. Gênese do homem ecológico: mudar a vida, mudar o nascimento: o instinto
reencontrado. São Paulo: TAO Editorial, 1981.
WINNICOTT, D. W. Natureza Humana. Rio de Janeiro: Imago, 1990.
___________. Os bebês e suas mães. São Paulo: Martins Fontes, 2006.
___________. A criança e o seu mundo. Rio de Janeiro: LTC, 2013.
Como Citar
DOS SANTOS NETO, E. F.; DE CARVALHO DUARTE GUIMARÃES, C. Pesquisas em espiritualidade e saúde. Sacrilegens , v. 15, n. 2, 11.