Aplicação da metodologia SMED para redução no tempo de setup na produção de embalagens cartonadas

Autores

  • Fábio José Ceron Branco
  • Eduardo Pereira Silva

DOI:

https://doi.org/10.34019/1983-9952.2019.v9.29512

Palavras-chave:

SETUP. SMED. Troca Rápida de ferramental.

Resumo

Este trabalho apresenta um estudo de caso que utiliza de uma das ferramentas do sistema de gestão TPM (Total Productive Maintenance) ou "Manutenção Produtiva Total", conhecida como SMED (Single Minute Exchange of Die) "Troca de ferramental em apenas um digito de minuto", criada por Shigeo Shingo. Tem como objetivo propor um modelo de aplicação desta metodologia para auxiliar fábricas de qualquer ramo que tenham em seus processos de produção lotes diferenciados a obterem alta flexibilidade com a redução em seus tempos de troca de ferramental, denominado SETUP, estando assim aptas a corresponderem às demandas de seus clientes por lotes cada vez menores. Conclui-se esta pesquisa enfatizando-se que com a implantação dos passos desta metodologia, foi possível alcançar resultados financeiros expressivos, tangíveis no momento em que possibilita minimizar perdas que impactam diretamente nos KPI (Key Process Indicators) "indicadores chaves de processo", como abordado neste estudo, como o Overall equipment effectiveness (OEE) "indicador global de eficiência" de uma linha de produção flexográfica de uma empresa de embalagens cartonadas, tal como definiu-se um padrão único de operação para que se mantivesse este indicador em seu nível tecnológico mantido e de fácil execução.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-12-20