Ética e Publicidade Médica nas Redes Sociais em Dermatologia

Autores

Palavras-chave:

Publicidade Médica, Marketing de Serviços de Saúde, Dermatologia, Redes Sociais, Ética

Resumo

O uso das mídias sociais com fins profissionais entre médicos como ferramenta publicitária tem aumentado nos últimos anos, levantando debates acerca das normas para a publicidade médica no país, com destaque para o resguardo da ética profissional. Uma consulta pública realizada em 2020 pelo Conselho Federal de Medicina com vistas à atualização do Manual de Publicidade Médica levantou a discussão sobre o assunto no país e gera expectativas de mudanças para os próximos anos. Trata-se de pesquisa aplicada, original, de natureza transversal e descritiva, com características quantitativas, realizada com médicos dermatologistas e que atuam no município de Juiz de Fora. O estudo teve como objetivo avaliar o perfil de uso das redes sociais pelos Dermatologistas do município, sua opinião acerca das normas atuais do Manual de Publicidade Médica e prospectar seus anseios de mudança. Constatou-se que a maioria dos profissionais utiliza as redes sociais com fins profissionais e considera que tem conhecimento adequado sobre a regulamentação atual, entretanto, práticas coibidas pelo CFM foram admitidas por grande parte dos entrevistados. Todos os médicos se mostraram a favor de mudanças para as atuais normas e são contra novas restrições.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cintya Martins Vieira, Universidade Federal de Juiz de Fora

Acadêmica da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Juiz de Fora. Voluntária de Iniciação Científica no projeto premiado "Marketing e Ética Profissional nas Redes Sociais em Dermatologia". Foi membro do projeto de extensão em Dermatite Atópica do HU-UFJF (2018-2020) com trabalhos apresentados e premiados em congressos da área e participou de outros projetos de extensão na universidade. Co-fundadora e vice-presidente da Liga Acadêmica Interdisciplinar de Saúde Coletiva (LAISC) - 2022. Realizou projetos de pesquisa em publicidade e educação médica como membro do grupo de pesquisa do CNPq Núcleo de Cirurgia Experimental, sendo premiada em 2 anos consecutivos nos Seminários de Iniciação Científica da UFJF de 2021 e 2022. Foi monitora bolsista aprovada mediante processo seletivo em Imunologia no ICB/UFJF (2019-2020), Metodologia Científica na Saúde no Departamento de Cirurgia da Faculdade de Medicina (2019-2021), Vigilância em Saúde no Departamento de Saúde Coletiva da Faculdade de Medicina (2022) e, atualmente, é monitora bolsista de Dermatologia.

José Antonio Chehuen Neto, Universidade Federal de Juiz de Fora

Graduado em Medicina pela Universidade Federal de Juiz de Fora (1982),possui Mestrado em Técnica Operatória e Cirurgia Experimental pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp -1990) e Doutorado em Técnica Operatória e Cirurgia Experimental pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp -1994). Atualmente é Professor Associado 2 da Universidade Federal de Juiz de Fora em Técnica Cirúrgica e Metodologia Científica, médico da Prefeitura Municipal de Juiz de Fora, médico staff em Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Hospital Albert Sabin e do Hospital Monte Sinai. Pós-graduado Sensu Lato em Cirurgia Geral (Hospital Miguel Couto RJ ) e Cirurgia de Cabeça e Pescoço ( Hospital Heliópolis -SP). Como docente e profissional, atua principalmente nos seguintes temas: educação médica, cirurgia, gestão, estratégia educacionaAtua l e metodologia científica.

Victoria Brandel Cruz, Universidade Federal de Juiz de Fora

Acadêmica da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Juiz de Fora.

Isabela Thomé Heleno

Acadêmica da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Juiz de Fora

Renato Erothildes Ferreira, Universidade Federal de Juiz de Fora

Doutor em Saúde pela Faculdade de Medicina (FAMED/UFJF), Pós-Graduado Lato-Sensu em Estatística Aplicada e Epidemiologia Clínica pela Faculdade Unyleya/DF (2021-2022). Idealizador e coordenador do Núcleo Kappa Evidências (Plataforma de cursos para as áreas da saúde, com ênfase em Medicina Baseada em Evidência (MBE) e Práticas Baseada em Evidência (PBE)) em atividade desde 2017. Pesquisador do Núcleo de Cirurgia Experimental da FAMED/UFJF desde 2012. Árvore do conhecimento: ciências da saúde, epidemiologia e saúde pública. Este núcleo estende parceria com a disciplina de metodologia científica na saúde da FAMED/UFJF. Com campo de atuação em ciências da saúde e saúde pública. Ministra desde 2017 para os alunos dos últimos anos da graduação em medicina da UFJF o curso de MBE, requisito obrigatório para acesso ao programa PSU de preparação para residência médica. É membro do GEATS (Grupo de Estudos em Avaliação de Tecnologias da Saúde) desde 2018. É professor da Pós-Graduação do IESPE (Instituto São Pedro) e ministra cursos para as turmas de Educação Física, Nutrição e Farmácia. Possui Mestrado em Educação pelo PPGE/UFJF (2010), onde estudou a relação entre as emoções, prática de atividades físicas e modelos de regressão hierárquicos. É graduado em Educação Física pela FAEFID/UFJF (1997) onde iniciou estudos nas áreas de avaliação física e atividade física para portadores de necessidades especiais. É registrado no Sistema CONFEF/CREF sob o registro: CREF O16815-G/MG.

Referências

ARAUJO, L. et al. Fatores determinantes na escolha de um cirurgião plástico. Revista Brasileira de Cirurgia Plástica, v. 33, n. 4, p. 541–552, 1 jan. 2001.

BRASIL. [Constituição (1988)]. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Presidência da República, [2016]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/ Constituiçao.htm. Acesso em: 1 jan. 2017.

BRASIL. Decreto-Lei no 2.848, de 7 de Dezembro de 1940, 1940. Disponível em: <https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Decreto-Lei/Del2848.htm#art129%C2%A79>. Acesso em: 12 mar. 2023

BRASIL. Lei no 8.078, de 11 de Setembro de 1990., 11 set. 1990. Disponível em: <https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8078compilado.htm>. Acesso em: 12 mar. 2023

CAMPISTA, C. Código de Moral Médica, tradução do Código de Moral Médica aprovado pelo VI Congresso Medico LatinoAmericano. Boletim do Sindicato Medico Brasileiro, no 8, p. 114–123, ago. 1929.

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA. Resolução CFM No 2.133/2015, 12 nov. 2015. Disponível em: <https://portal.cfm.org.br/images/PDF/resolucaocfmpublicidade.pdf>. Acesso em: 12 mar. 2023

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA. Código de Ética Médica: Resolução CFM no 2.217, de 27 de setembro de 2018, modificada pelas Resoluções no 2.222/2018 e 2.226/2019. Brasília: Conselho Federal de Medicina, 2019.

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA. CFM realiza consulta pública sobre publicidade médica até o início de março. Disponível em: <https://portal.cfm.org.br/noticias/cfm-realiza-consulta-publica-sobre-publicidade-medica-ate-o-inicio-de-marco/>. Acesso em: 12 mar. 2023.

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA. DESPACHO COJUR no 302/2020, 7 jun. 2020b. Disponível em: <https://sistemas.cfm.org.br/normas/arquivos/despachos/BR/2020/302_2020.pdf>. Acesso em: 12 mar. 2023

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA. Resolução CFM no 2.306/2022, 25 mar. 2022. Disponível em: <https://portal.cfm.org.br/wp-content/uploads/2022/03/2306_2022.pdf>. Acesso em: 12 mar. 2023

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA; COMISSÃO NACIONAL DE DIVULGAÇÃO DE ASSUNTOS MÉDICOS. Manual de Publicidade Médica: resolução CFM no 1.974/11, 2011. Disponível em: <https://portal.cfm.org.br/publicidademedica/arquivos/cfm1974_11.pdf>. Acesso em: 12 mar. 2023

LETTIERI, G. K. et al.. Sigilo médico na era digital: análise da relação médico-paciente. Revista Bioética, v. 29, n. Rev. Bioét., 2021 29(4), p. 814–824, out. 2021.

RASSI, S. P.; FREITAS-JÚNIOR, R.; COSTA, A. D. M. Características sociodemográficas, hábitos de vida e critérios do paciente para a escolha do cirurgião plástico. Revista Brasileira de Cirurgia Plástica (RBCP), v. 36, n. 1, 2021.

RIBEIRO, I. Instagram lança anúncios para Stories. Disponível em: <https://www.meioemensagem.com.br/midia/instagram-lanca-anuncios-para-stories>. Acesso em: 12 mar. 2023.

ROMEIRO, D. A.; MASCARENHAS, I. DE L.; GODINHO, A. M. Descumprimento da ética médica em publicidade: impactos na responsabilidade civil. Revista Bioética, v. 30, n. 1, p. 27–35, mar. 2022.

SCHEFFER, M. Demografia Médica No Brasil 2023. São Paulo, SP: FMUSP, AMB, 2023. p. 344

Downloads

Publicado

2024-02-09

Como Citar

Martins Vieira, C., Chehuen Neto, J. A., Brandel Cruz, V., Thomé Heleno, I., & Erothildes Ferreira, R. (2024). Ética e Publicidade Médica nas Redes Sociais em Dermatologia. Principia: Caminhos Da Iniciação Científica, 23. Recuperado de https://periodicos.ufjf.br/index.php/principia/article/view/40558

Edição

Seção

Artigos originais - Ciências da Saúde