Waisbord e a Comunicação: impasses epistemológicos e geopolíticos de uma pós-disciplina

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34019/1981-4070.2023.v17.42605

Palavras-chave:

Epistemologia da Comunicação, Teorias da Comunicação, Pós-disciplinaridade, Campo da Comunicação, Pesquisa em Comunicação

Resumo

Dedicado à leitura do livro Communication: A post-discipline (2019), do argentino Silvio Waisbord, o artigo sistematiza alguns impasses epistemológicos e geopolíticos da área da Comunicação. A intenção é cotejar as avaliações e o mapeamento de vertentes e problemas teóricos produzidos por Waisbord a certas percepções ou juízos metacientíficos feitos por pesquisadores brasileiros, ao longo dos últimos vinte anos, mais ou menos, a respeito da própria área em que atuam, reconhecendo aquilo que a povoa, suas limitações, sua diversidade incontornável e seus fundamentos disciplinares ou – como aqui se debate, com maior centralidade – “pós-disciplinares”. Publicações recentes de Sodré (2014) e Rüdiger (2022) – dentre outras, às quais se aponta de modo apenas ilustrativo – são tomadas como ponto de inflexão e paralelismos analíticos. Diante de dilemas recorrentes – isso é o que se conclui –, mais do que um ajuste terminológico-conceitual, faz-se necessário investir na produção de mapeamentos críticos transversais, multilocalizados, onde questões de ciência e questões geopolíticas se combinem e se fertilizem. Tal estratégia pode redundar, conforme sustentamos, numa renovação e/ou numa outra forma de abertura de um debate já bastante consolidado entre pesquisadores brasileiros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabrício Lopes da Silveira, Universidade Federal de Ouro Preto

Jornalista. Mestre e Doutor em Ciências da Comunicação. Pós-Doutor pela School of Arts and Media (Salford University, UK). Pós-Doutor pelo PPGCom da UFRGS. Professor visitante no PPGCom da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP).

Referências

FAUSTO NETO, A.; PRADO, J. L. A.; PORTO, S. (Orgs). Campo da Comunicação. Caracterização, problematizações e perspectivas. João Pessoa: Editora Universitária UFPB, 2001.

LOPES, M. I. V. (Org.). Epistemologia da Comunicação. São Paulo: Loyola, 2003.

LOPES, M. I. V. O campo da Comunicação: sua constituição, desafios e dilemas. Famecos, n. 30, p. 16-30, 2006. DOI: <https://doi.org/10.15448/1980-3729.2006.30.3372>.

RÜDIGER, F. Epistemologia da Comunicação no Brasil: ensaios críticos sobre teoria da ciência. Vitória: MilFontes, 2022.

SAAD, E.; RAMOS, D. Silvio Waisbord: diversidade e fragmentação – o campo da comunicação como uma pós-disciplina e seus desdobramentos na contemporaneidade. Matrizes, v. 15, n. 1, p. 125-143, 2021. DOI: <https://doi.org/10.11606/issn.1982-8160.v15i1p125-143>.

SCOLARI, C. Communication: A post-discipline?, Medium. Ago, 2019. Disponível em: <http://bit.ly/3HbxeHX>. Acesso em: 20 dez. 2023.

SODRÉ, M. A Ciência do Comum - Notas para o método comunicacional. Petrópolis: Vozes, 2014.

WAISBORD, S. Communication: A post-discipline. Cambridge, Polity Press, 2019.

Downloads

Publicado

2023-12-30

Como Citar

SILVEIRA, F. L. da. Waisbord e a Comunicação: impasses epistemológicos e geopolíticos de uma pós-disciplina. Lumina, [S. l.], v. 17, n. 3, p. 7–20, 2023. DOI: 10.34019/1981-4070.2023.v17.42605. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/lumina/article/view/42605. Acesso em: 23 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos