Isabel Ferin Cunha: estudos comparativos, crise democrática e os desafios da pesquisa em Comunicação no espaço lusófono

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34019/1981-4070.2022.v16.38986

Palavras-chave:

Comunicação, Jornalismo, Espaço Lusófono, Esfera Pública, Democracia

Resumo

Isabel Ferin Cunha é professora aposentada da Universidade de Coimbra e pesquisadora da Universidade Nova de Lisboa. Com mais de 70 artigos publicados em periódicos científicos, é pioneira nos chamados estudos comparados no espaço lusófono. Mestre e doutora pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP), conta nessa entrevista a importância do Brasil em sua trajetória acadêmica e como a experiência brasileira abriu campo para o pioneirismo dos estudos comparados entre Portugal, Brasil, Angola e Moçambique. Cunha aborda pontos-chave da pesquisa em Comunicação no pós-pandemia e em tempos de crise democrática, destacando um processo de fragmentação que caracteriza o que chama de estágio de “desglobalização” atual. A pesquisadora defende que os problemas graves que atravessam as democracias ocidentais têm a ver com o domínio das grandes empresas de tecnologia e a incapacidade das democracias em regularem o ambiente virtual, o que tem levado ao fim do espaço público como é entendido por Habermas. Cunha também aborda questões relacionadas ao espaço do jornalístico na nova realidade midiatizada e sobre o futuro das Ciências da Comunicação no Brasil e na Europa em tempos de Big Data, Big Techs e transformações nas Tecnologias da Informação e Comunicação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucas Arantes Zanetti, Universidade Estadual Paulista

Doutorando em Comunicação pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) com Estágio de Pesquisa no Instituto Universitário de Lisboa (IUL). Bolsista da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), processo 2021/00378-0, e membro do Grupo de Pesquisa Comunicação Midiática e Movimentos Sociais (ComMov).

 

Referências

CUNHA, I. F. A revolução da Gabriela: o ano de 1977 em Portugal. Cadernos Pagu, v. 21, p. 39-73, 2003. DOI: <https://doi.org/10.1590/S0104-83332003000200004>.

CUNHA, I. F. A mulher brasileira na televisão portuguesa. In: FIDALGO, A.; SERRA, P. Actas do III Sopcom, VI Lusocom e II Ibérico: visões disciplinares. Covilhã: Universidade da Beira Interior, 2005, p. 535-553, v.3. Disponível em: <http://www.labcom-ifp.ubi.pt/ficheiros/20110829-actas_vol_3.pdf> Acesso em: 10. set. 2022.

CUNHA, I. F. Memórias da telenovela: programas e recepção. Lisboa: Livros Horizonte, 2011.

CUNHA, I. F. Visibilidade da cobertura jornalística sobre corrupção política e indicadores de opinião pública. In: CUNHA, I. F.; SERRANO, E. (orgs.). Cobertura jornalística da corrupção política: sistemas políticos, sistemas de mídia e marcos legais. Lisboa: Alêtheia Editores, 2014, p. 260-294.

CUNHA, I. F. Da ‘desdemocratização’ da Europa: democracia, media e corrupção política. Intercom: Revista Brasileira de Ciências da Comunicação, v. 38, n. 1, p. 37-63, 2015. DOI: <https://doi.org/10.1590/1809-5844201512>.

CUNHA, I. F. Pesquisa cooperativa e comparativa: o projeto “Média e corrupção (Portugal, Brasil e Moçambique)”. In: CONGRESSO INTERNACIONAL REDES DE COOPERAÇÃO CULTURAL TRANSNACIONAIS, 1., 2016, Braga. Anais [...]. Braga: CECS, p. 24-46, 2017. Disponível em: <http://www.lasics.uminho.pt/ojs/index.php/cecs_ebooks/article/view/2634/2543>. Acesso em: 10 set. 2022.

CUNHA, I. F. O jornalismo na era do populismo mediatizado. Estudos em Jornalismo e Mídia, v. 16, n. 2, p. 09-22, 2019. Disponível em: <https://periodicos.ufsc.br/index.php/jornalismo/article/view/1984-6924.2019v16n2p09>. Acesso em: 10 set. 2022.

CUNHA, I. F.; CABRERA, A. S. As presidenciais brasileiras de 2018 na imprensa e na televisão portuguesas. Comunicação & Sociedade, v. 42, n. 1, p. 293-326, 2020. DOI: <https://doi.org/10.15603/2175-7755/cs.v42n1p293-326>.

HABERMAS, J. Prefácio 1990. In: HABERMAS, J. Mudança estrutural da esfera pública. São Paulo: Editora Unesp, 2014, p. 35-87.

LEVY, P. Toward an epistemological mutation in the humanities and social sciences. In: PETERS, M. A.; BESLEY, T.; JANDRIĆ, P.; ZHU, X. Knowledge Socialism. Singapura: Springer, 2020, p. 33-59.

Downloads

Publicado

2022-12-30

Como Citar

ZANETTI, L. A. . Isabel Ferin Cunha: estudos comparativos, crise democrática e os desafios da pesquisa em Comunicação no espaço lusófono. Lumina, [S. l.], v. 16, n. 3, p. 179–191, 2022. DOI: 10.34019/1981-4070.2022.v16.38986. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/lumina/article/view/38986. Acesso em: 27 jan. 2023.

Edição

Seção

Entrevista