A Copa nas capas: futebol, acontecimento e romantismo na Copa FIFA 2018

Autores

Palavras-chave:

Copa do Mundo, Seleção Brasileira, Futebol, Romantismo, Acontecimento

Resumo

Este artigo analisa como o desempenho da seleção brasileira na Copa do Mundo FIFA 2018 foi enquadrado pelas capas dos três jornais de maior circulação do país à época —de acordo com o Instituto Verificador de Comunicação: Super Notícia, O Globo e Folha de S. Paulo. O objetivo deste trabalho é investigar os discursos e os valores veiculados nos jornais diários a respeito desse campeonato. Apesar da constante queda de interesse do público brasileiro pelo jornalismo impresso, esse tipo de comunicação ainda é bastante relevante na sociedade brasileira, especialmente porque os textos dos periódicos também circulam em publicações na internet, pautando discussões em outras ambiências, incluindo os perfis oficiais dos próprios veículos de informação. Na reflexão aqui apresentada, recorremos a um método de base semiótica em que realizamos a análise das capas em dois momentos: um analítico e outro interpretativo. As noções de Acontecimento, Discurso, Enquadramento e o conceito de Romantismo foram utilizadas como as principais chaves conceituais para a discussão. Ao final das análises, percebeu-se que um ideal romântico sobrevive nos discursos sobre a Copa, apesar de o esporte estar passando por mudanças globais, especialmente na relação entre torcedores e suas seleções nacionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Melo Mendes , Universidade Federal de Minas Gerais

Doutor em Estudos Literários pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Professor Associado do Departamento de Comunicação Social da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Raquel Dornelas, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Doutora em Comunicação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Referências

BARTHES, R. O óbvio e o obtuso: ensaios críticos. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1990.

BENETTI, M.; FONSECA, V. Apresentação. In: BENETTI, M.; FONSECA, V. (orgs.). Jornalismo e acontecimento: mapeamentos críticos. Florianópolis: Insular, 2010, p. 9-16.

BERLIN, I. As raízes do romantismo. São Paulo: Três Estrelas, 2015.

BERLIN, I. Ideias políticas na era romântica: ascensão e influência no pensamento moderno. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

CABO, A. V.; HELAL, R. A marca de uma derrota: jornalismo esportivo e a construção do Maracanazo. In: HELAL, R.; LOVISOLO, H.; SOARES, A. J. (orgs.). Futebol, jornalismo e ciências sociais: interações. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2011, p. 95-114.

CARDOSO, G.; CARDOSO, T.; XAVIER, D. Futebol, identidade e media na sociedade em rede. Observatorio, v. 1, n. 1, p. 119-143, 2007. Disponível em: <http://obs.obercom.pt/index.php/obs/article/view/59>. Acesso em: 22 maio 2021.

EHRENBERG, A. O culto da performance: da aventura empreendedora à depressão nervosa. São Paulo: Ideias e Letras, 2010.

EMEDIATO, W. Análise contrastiva da configuração linguístico-discursiva de títulos de jornais brasileiros: o jornal de referência e o jornal popular. 1996. 201 f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Faculdade de Letras, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 1996.

FOUCAULT, M. A arqueologia do saber. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2009.

FOUCAULT, M. A ordem do discurso: aula inaugural no College de France, pronunciada em 2 de dezembro de 1970. São Paulo: Loyola: 2001.

FRANÇA, V.; SILVA, T.; VAZ, G. F. Enquadramento. In: FRANÇA, V.; MARTINS, B. G.; MENDES, A. M. (orgs.). Grupo de Pesquisa em Imagem e Sociabilidade (GRIS): trajetória, conceitos e pesquisa em Comunicação. Belo Horizonte: PPGCom/UFMG, 2014, p. 82-85.

GOFFMAN, E. A representação do eu na vida cotidiana. Petrópolis: Vozes, 1996.

GOFFMAN, E. Footing. In: RIBEIRO, B. T.; GARCEZ, P. M. (orgs.). Sociolinguística interacional. São Paulo: Edições Loyola, 2002, p. 107-148.

GOFFMAN, E. Os quadros da experiência social: uma perspectiva de análise. Petrópolis: Vozes, 2012.

GUIDOTTI, F. G. Delineamentos e Reflexões sobre o uso do Instagram em jornais brasileiros de grande circulação. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 38., 2015, Rio de Janeiro. Anais [...]. São Paulo: Intercom, 2015. Disponível em: <https://portalintercom.org.br/anais/nacional2015/lista_area_DT4-FO.htm>. Acesso em: 20 maio 2021.

HELAL, R. Mídia, construção da derrota e o mito do herói. In: HELAL, R.; LOVISOLO, H.; SOARES, A. J. (orgs.). A invenção do país do futebol: mídia, raça e idolatria. Rio de Janeiro: Mauad, 2001, p. 149-162.

HELAL, R.; SOARES, A. J. O declínio da pátria de chuteiras: futebol e identidade nacional na Copa do Mundo de 2002. In: ENCONTRO ANUAL DA COMPÓS, 12., 2003, Recife. Anais [...]. Campinas: Galoá, 2003. Disponível em: <https://proceedings.science/compos/compos-2003/papers/o-declinio-da-patria-de-chuteiras--futebol-e-identidade-nacional-na-copa-do-mundo-de-2002>. Acesso em: 21 maio 2021.

KOCH, R. Marcas da futebolização no torcedor pós-moderno: a condição flâneur. Diálogo, n. 30, p. 9-28, 2015. DOI: <http://dx.doi.org/10.18316/2238-9024.15.11>.

LAGO, C. O romantismo morreu? Viva o romantismo!: Ethos romântico no jornalismo. 2003. 215 f. Tese (Doutorado em Ciências da Comunicação) – Escola de Comunicação e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.

MARQUES, L. R. Contribuições da democracia radical e da teoria do discurso de Ernesto Laclau ao estudo da gestão da educação. In: MENDONÇA, D.; RODRIGUES, L. P. (orgs.). Pós-estruturalismo e teoria do discurso: em torno de Ernesto Laclau. Porto Alegre: Edipucrs, 2014, p. 109-132.

MELLO VIANNA, G.; SANTOS, H.; VAZ, P. B. Sobre texto visual, som e imagem: novas paragens para as paisagens textuais. In: LEAL, B.; CARVALHO, C. A.; ALZAMORA, G. (orgs.). Textualidades midiáticas. Belo Horizonte: PPGCom/UFMG, 2018, p. 113-130.

PANOFSKY, E. O sentido das artes visuais. São Paulo: Perspectiva, 2002.

QUÉRÉ, L. A dupla vida do acontecimento: por um realismo pragmatista. In: FRANÇA, V.; OLIVEIRA, L. (orgs.). Acontecimento: reverberações. Belo Horizonte: Autêntica, 2012, p. 21-38.

QUÉRÉ, L. A individualização dos acontecimentos no quadro da experiência pública. Caleidoscópio, n. 10, p. 13-37, 2011. Disponível em: <https://recil.ensinolusofona.pt/handle/10437/6050>. Acesso em: 22 maio 2021.

QUÉRÉ, L. Entre facto e sentido: a dualidade do acontecimento. Trajectos, Lisboa, n. 6, p. 59-75, 2005.

RICOEUR, P. Teoria da interpretação: o discurso e o excesso de significação. Rio de Janeiro: Edições 70, 1976.

SEKULA, A. Sobre a invenção do significado da fotografia. In: TRACHTENBERG, A. (org.) Ensaios sobre fotografia de Niépce a Krauss. Lisboa: Orfeu Negro, 2013, p. 387-420.

VAZ, P. B.; TRINDADE, V. A apreensão do acontecimento nas capas de newsmagazines. Animus, v. 10, n. 20, p. 3-19, 2011. DOI: <https://doi.org/10.5902/217549774217>.

VER CAPAS. Folha de S. Paulo (18/06/2018). [S.l], On-line, 18 jun. 2018a. Disponível em: <https://www.vercapas.com.br/capa/folha-de-s-paulo/2018-06-18/>. Acesso em: 20 abr. 2021.

VER CAPAS. Folha de S. Paulo (23/06/2018). [S.l], On-line, 23 jun. 2018b. Disponível em: <https://www.vercapas.com.br/edicao/capa/folha-de-s-paulo/2018-06-23/>. Acesso em: 20 abr. 2021.

VER CAPAS. Folha de S. Paulo (28/06/2018). [S.l], On-line, 28 jun. 2018c. Disponível em: <https://www.vercapas.com.br/capa/folha-de-s-paulo/2018-06-28/>. Acesso em: 20 abr. 2021.

VER CAPAS. Folha de S. Paulo (03/07/2018). [S.l], On-line, 3 jul. 2018d. Disponível em: <https://www.vercapas.com.br/edicao/capa/folha-de-s-paulo/2018-07-03/>. Acesso em: 22 abr. 2021.

VER CAPAS. Folha de S. Paulo (07/07/2018). [S.l], On-line, 7 jul. 2018e. Disponível em: <https://www.vercapas.com.br/edicao/capa/folha-de-s-paulo/2018-07-07/>. Acesso em: 22 abr. 2021.

VER CAPAS. O Globo (18/06/2018). [S.l], On-line, 18 jun. 2018f. Disponível em: <https://www.vercapas.com.br/edicao/capa/o-globo/2018-06-18/>. Acesso em: 20 abr. 2021.

VER CAPAS. O Globo (23/06/2018). [S.l], On-line, 23 jun. 2018g. Disponível em: <https://www.vercapas.com.br/edicao/capa/o-globo/2018-06-23/>. Acesso em: 20 abr. 2021.

VER CAPAS. O Globo (28/06/2018). [S.l], On-line, 28 jun. 2018h. Disponível em: <https://www.vercapas.com.br/capa/o-globo/2018-06-28/>. Acesso em: 20 abr. 2021.

VER CAPAS. O Globo (03/07/2018). [S.l], On-line, 3 jul. 2018i. Disponível em: <https://www.vercapas.com.br/edicao/capa/o-globo/2018-07-03/>. Acesso em: 22 abr. 2021.

VER CAPAS. O Globo (07/07/2018). [S.l], On-line, 7 jul. 2018j. Disponível em: <https://www.vercapas.com.br/edicao/capa/o-globo/2018-07-07/>. Acesso em: 22 abr. 2021.

VER CAPAS. Super Notícia (18/06/2018). [S.l], On-line, 18 jun. 2018k. Disponível em: <https://www.vercapas.com.br/capa/super-noticia/2018-06-18/>. Acesso em: 20 abr. 2021.

VER CAPAS. Super Notícia (23/06/2018). [S.l], On-line, 23 jun. 2018l. Disponível em: <https://www.vercapas.com.br/edicao/capa/super-noticia/2018-06-23/>. Acesso em: 20 abr. 2021.

VER CAPAS. Super Notícia (28/06/2018). [S.l], On-line, 28 jun. 2018m. Disponível em: <https://www.vercapas.com.br/edicao/capa/super-noticia/2018-06-28/>. Acesso em: 20 abr. 2021.

VER CAPAS. Super Notícia (03/07/2018). [S.l], On-line, 3 jul. 2018n. Disponível em: <https://www.vercapas.com.br/edicao/capa/super-noticia/2018-07-03/>. Acesso em: 22 abr. 2021.

VER CAPAS. Super Notícia (07/07/2018). [S.l], On-line, 7 jul. 2018o. Disponível em: <https://www.vercapas.com.br/edicao/capa/super-noticia/2018-07-07/>. Acesso em: 22 abr. 2021.

Downloads

Publicado

2022-08-30

Como Citar

MENDES , A. M.; DORNELAS, R. . A Copa nas capas: futebol, acontecimento e romantismo na Copa FIFA 2018. Lumina, [S. l.], v. 16, n. 2, p. 96–115, 2022. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/lumina/article/view/34420. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos