O Progressinho (1986-1987): análise do suplemento infantil que circulou no interior do Maranhão

Autores

Palavras-chave:

Jornalismo Infantil, O Progressinho, Imperatriz (MA), Crianças, Década de 1980

Resumo

Esta pesquisa tem o objetivo de registrar e apresentar o perfil de publicação do suplemento infantil O Progressinho, que circulou em Imperatriz (MA) por um ano, no período de 1986 a 1987. O veículo, que era encartado pelo jornal O Progresso, ainda editado na cidade, chegou a ser listado entre os cinco melhores jornais infantis no prêmio nacional promovido pelo cartunista Mauricio de Sousa. Apesar do importante papel histórico para a imprensa regional, entre outras coisas por ser o único do qual se tem conhecimento até os dias atuais que foi voltado para crianças em Imperatriz, o veículo nunca foi anteriormente estudado e não há, sobre ele registros e análises. Em péssimas condições de armazenamento na sede do jornal e, inclusive, com edições extraviadas, o veículo ganha, por meio desta pesquisa, seu primeiro registro. A análise descritiva buscou contribuir para memorizar a existência e o papel do veículo na história da imprensa local. Por meio de entrevistas e da Análise de Conteúdo, a pesquisa apresenta um panorama geral de como foi a implementação do projeto na cidade, bem como o tipo de conteúdo que ele publicava. O resultado pretende contribuir para entender a história da imprensa regional e para as discussões em torno do jornalismo segmentado no público infantil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriela Almeida Silva, Universidade Federal do Maranhão

Mestranda e bolsista CAPES pelo Programa de Pós-graduação em Comunicação da Universidade Federal do Maranhão (UFMA/Imperatriz). Integra o grupo de pesquisa em Comunicação e CiberCultura (GCiber).

 

 

Thaísa Bueno, Universidade Federal do Maranhão

Doutora em Comunicação Social pela PUC-RS. Professora adjunta da graduação e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal do Maranhão (UFMA/Imperatriz). Coordenadora do grupo de pesquisa em Comunicação e Cibercultura (GCiber).

Referências

AGÊNCIA DE NOTÍCIAS DOS DIREITOS DA INF NCIA (ANDI). Direitos da infância e direito à comunicação: fortalecendo convergências nos marcos legais e nas políticas públicas. Brasília: ANDI, 2012.

ALVES, J. C.; RAMO, R. M. O Jornal Infantil: criticar e produzir. Comunicação & Educação, n. 2, p. 106-115, 1995. DOI: <https://doi.org/10.11606/issn.2316-9125.v0i2p106-115>.

ANDREOTTI, A. L. A formação de uma geração: a educação para a promoção social e o progresso do país no jornal “A voz da infância” da Biblioteca Infantil Municipal de São Paulo (1936-1950). 2004. 159 f. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2004.

ARROYO, G. V. Jornalismo infantil no jornal impresso: um estudo dos suplementos Folhinha e JC Criança. 2017. 218 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Comunicação Social - Jornalismo) – Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Bauru, 2017. Disponível em: <https://repositorio.unesp.br/handle/11449/155702>. Acesso em: 20 fev. 2020.

ASSUNÇÃO, T. História da Imprensa em Imperatriz-MA: 1930-2010. São Luís: EDUFMA, 2018.

ASSUNÇÃO, T. S.; PINHEIRO, R. A. Jornalismo em Imperatriz-MA: os jornais impressos em tempo de mudança (1970-1989). Revista Brasileira de História da Mídia, v. 1, n. 2, p. 181-190, 2012. DOI: <https://doi.org/10.26664/issn.2238-5126.1220124028>.

ASSUNÇÃO, T.; REIS, R. O Progresso do Tocantins: capítulo para além do Maranhão. Revista Brasileira de História da Mídia, v.10, n. 2, p. 235-250, 2021. DOI: <https://doi.org/10.26664/issn.2238-5126.102202111004>.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1997.

BRITO, N. C. R. Panorama do Radiojornalismo nas emissoras radiofônicas do sul do Maranhão: mapeamento, rotinas produtivas e produtos jornalísticos. 2017. 360 f. Dissertação (Mestrado em Processos Jornalísticos) – Programa de Pós-Graduação em Jornalismo, Universidade Estadual de Ponta Grossa, Ponta Grossa, 2017. Disponível em: <https://tede2.uepg.br/jspui/handle/prefix/62>. Acesso em: 20 fev. 2020.

CARTER, C. Children and the News: Rethinking citizenship in the twenty-first century. In: LEMISH, D. (ed). The Routledge international handbook of children, adolescents, and media. Londres: Routledge, 2013, p. 255-262.

COELHO, G. F.; QUADROS, R. S.; GIRALDELLI, T. R. M.; MACHADO, M. C. G. A Gazeta Infantil e a busca pela constituição do ideário jovem/criança na República (1929-1930). In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 13., 2017, Curitiba. Anais [...] Curitiba: PUCPR, 2017, p. 1-16. Disponível em: <https://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2017/25168_13452.pdf>. Acesso em: 20 fev. 2020.

DORETTO, J. Jornalismo para a infância: uma proposta de definição. C-Legenda, n. 30, p. 59-72, 2014. Disponível em: <https://periodicos.uff.br/ciberlegenda/article/view/36955>. Acesso em: 17 abr. 2019.

FERREIRA, M. F. Infância em papel: o jornalismo infantil no interior. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 30., 2007, São Paulo. Anais [...]. São Paulo: Intercom, 2007, p. 1-15. Disponível em: http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2007/resumos/R0769-2.pdf. Acesso em: 17 abr. 2019.

FOLEY, M. Childrens’ Rights or Journalists’ Ethics. In: INTERNATIONAL CONFERENCE ON THE INSTITUTIONALIZATION OF CHILD RIGHTS IN THE DIGITAL FUTURE at Istanbul University, 2014, p. 1-9, Istambul. Conference paper. Dublin: Technological University Dublin, 2014. DOI: <https://doi.org/10.21427/D7HR3K>.

FOLEY, M.; HAYES, N.; O’NEILL, B. Children’s Rights and Journalism Practice: a Rights-based perspective. Teacher’s Guide. [S.l]: Technological University Dublin/UNICEF, 2007. Disponível em: <https://arrow.tudublin.ie/cseroth/32/>. Acesso em: 25 jan. 2020.

FRANKLIN, A. Apontamentos e fontes para a história econômica de Imperatriz. Imperatriz: Ética, 2008.

FRANKLIN, A. Breve história de Imperatriz. Imperatriz: Ética, 2005.

FUENZALIDA, V. La Recepición Activa de Televisión. Chasqui, n. 16, p. 4-7, 1985. Disponível em: <https://revistachasqui.org/index.php/chasqui/article/view/1813>. Acesso em: 20 fev. 2020.

FURTADO, T.; DORETTO, J. Criança Cidadã?: os manuais de redação e as orientações sobre infância e adolescência. Mídia e Cotidiano, v. 14, n. 1, p. 32-54, 2020. DOI: <https://doi.org/10.22409/rmc.v14i1.38436>.

ITURBURU, D. C. Periodismo Infantil: una área descuidada en México. Chasqui, n. 16, p. 44-47, 1985. Disponível em: <https://revistachasqui.org/index.php/chasqui/article/view/1822>. Acesso em: 20 fev. 2020.

LARENZONI, M.; TOPPEL, C.; FEILER, C. P.; FERRARI, F.; LIRA, C. Revista Amarelinha: Jornalismo segmentado para crianças de 9 a 12 anos. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 30., 2012, Chapecó. Anais [...]. Chapecó: Expocom, 2012, p. 1-10. Disponível em: <http://www.intercom.org.br/papers/regionais/sul2012/expocom/EX30-0708-1.pdf>. Acesso em: 30 jan. 2020.

MOREIRA, A.; SALLES, L. M. F. Crianças e adolescentes na Constituinte: fragmentos de luz sobre os invisíveis. Educação em Foco, p. 174–199, 2017. DOI: <10.22195/2447-52462017019753>.

NASCIMENTO, M. Revista infantil Saladamista: memorial do projeto. 2015. 61 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social) - Faculdade de Comunicação, Universidade de Brasília, Brasília, 2015. Disponível em: <http://bdm.unb.br/handle/10483/12182>. Acesso em: 16 abr. 2019.

NÓRA, G. Jornalismo e eficácia: a segmentação no noticiário impresso. Mediação, v. 13, n. 12. p. 14-26, 2011. Disponível em: <http://www.fumec.br/revistas/mediacao/article/view/506/>. Acesso em: 20 abr. 2019.

RIZZINI, I.; RIZZINI, I. A Institucionalização de crianças no Brasil: Percurso histórico e desafios do presente. Rio de Janeiro: Ed. PUC-Rio, 2004.

SARDIGLIA, L. G. S. B. Qualidade no Jornalismo Infantil: Estudo do Programa TV Piá da Tv Brasil. 2015. 131 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Comunicação Social - Jornalismo) – Centro de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2015. Disponível em: <https://repositorio.ufsm.br/handle/1/15084>. Acesso em: 20 abr. 2019.

SILVA, R. S. O zapping jornalístico: da sedução visual ao mito da velocidade. 1996. Tese (Doutorado em Comunicação e Semiótica) – Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Semiótica, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1996.

SILVEIRA, P. Notícias televisivas e públicos infantis: o porquê da aposta em jornalismo segmentado para as crianças. Observatório, v. 13, n. 2, p. 48-67, 2019. DOI: <https://doi.org/10.15847/obsOBS13220191467>.

SOUZA, R. B. A dialética da crise do jornalismo: o sociometabolismo do capital e seus limites estruturais. Revista Intercom, v. 41, n. 2, 2018. DOI: <https://doi.org/10.1590/1809-5844201823>.

TAVARES, F. M. B. O jornalismo especializado e a especialização periodística. Estudos em Comunicação, n. 5, p. 115-133, 2009. Disponível em: <http://www.ec.ubi.pt/ec/05/pdf/06-tavares-acontecimento.pdf>. Acesso em: 15 jan. 2019.

TAVARES, R. S. A Infância no Maranhão Imperial: a escolarização pública primária da criança pobre e livre no período de 1855-1889. 2009. 152 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Centro de Ciências Sociais, Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2009. Disponível em: <https://tedebc.ufma.br/jspui/handle/tede/163>. Acesso em: 25 jan. 2020.

VARÃO, R.; BEMFICA, V. Quando jornalismo e infância se encontram: notas históricas sobre o surgimento da imprensa jornalística para crianças. In: ENCONTRO NACIONAL DE HISTÓRIA DA MÍDIA, 7., 2009, Fortaleza. Anais [...]. Fortaleza: Alcar. p.1-15. Disponível em: <http://www.ufrgs.br/alcar/encontros-nacionais-1/encontros-nacionais/7o-encontro-2009-1/Quando%20jornalismo%20e%20infancia%20se%20encontram.pdf>. Acesso em: 19 jun. 2020.

Downloads

Publicado

2022-08-30

Como Citar

SILVA, G. A.; BUENO, . T. . O Progressinho (1986-1987): análise do suplemento infantil que circulou no interior do Maranhão. Lumina, [S. l.], v. 16, n. 2, p. 130–149, 2022. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/lumina/article/view/34382. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos