"A memória é a matéria essencial das entrevistas”: Entrevista com José Carlos Sebe Bom Meihy

Palavras-chave: História Oral, Memória, Entrevista, História, Histórias de Vida

Resumo

Os estudos no campo da Comunicação sempre dialogaram com outras disciplinas, especialmente Ciências Sociais, Filosofia e Linguística. Nos últimos anos, vem despontando o interesse pelo diálogo com mais uma área, a História, indo desde a Teoria da História até a História oral. Assim, conceitos como tempo, historicidade, temporalidade, memória e história oral de vida passaram a transitar em pesquisas da Comunicação. A entrevista a seguir explora algumas possibilidades desse diálogo, ao mesmo tempo em que introduz o pesquisador da Comunicação a premissas da História oral, que tem uma peculiar proximidade com o Jornalismo pela centralidade da entrevista. A nossa conversa foi com o historiador José Carlos Sebe Bom Meihy, professor titular aposentado do Departamento de História da Universidade de São Paulo e atualmente professor da Unigranrio. Autor de mais de uma centena de trabalhos - entre livros, capítulos e artigos – e orientador de mais de uma centena de pesquisas de mestrado e doutorado, Meihy está entre os pesquisadores brasileiros que mais contribuíram para o avanço das pesquisas em História oral. Ele nos fala de temas como características da memória de expressão oral, aspectos balizadores da relação entre oralistas e os seus entrevistados e dos riscos de associações apressadas entre memória e identidade. Para os que confundem História oral com a realização de entrevistas, ele alerta: “Não é apenas o ato de entrevistar que matiza a História oral. [...] O que marca o projeto de História oral é a organização de entrevistas que se encaminham para exames mnemônicos específicos.”

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Agnes Francine de Carvalho Mariano, Ufop

Professora permanente do Programa de Pós-graduação em Comunicação e Temporalidades da Universidade Federal de Ouro Preto e da graduação em Jornalismo.

Referências

MEIHY, J. C. S. B.; HOLANDA, F. História Oral como fazer como pensar. 2. ed. São Paulo: Editora Contexto, 2011.

MEIHY, J. C. S. B. Augusto & Lea: Uma história de (des)amor em tempos modernos. São Paulo: Editora Contexto, 2006.

MEIHY, J. C. S. B. Manual de História Oral. 5. ed. São Paulo: Editora Loyola, 2005.

MEIHY, J. C. S. B. Brasil fora de si: experiências de brasileiros em Nova York. São Paulo, Parábola, 2004.

MEIHY, J. C. S. B.; LEVINE, R. S. B. Cinderela Negra: a saga de Carolina Maria de Jesus. Rio de Janeiro, Editora UFRJ: 1994.

MEIHY, J. C. S. B. Canto de Morte Kaiowá. São Paulo: Loyola, 1991.

Publicado
2020-12-30
Como Citar
MARIANO, A. F. DE C. "A memória é a matéria essencial das entrevistas”: Entrevista com José Carlos Sebe Bom Meihy. Lumina, v. 14, n. 3, p. 213-226, 30 dez. 2020.
Seção
Entrevista