Jornalismo Literário: afeto e vínculo em narrativas

  • Monica Martinez Universidade de Sorocaba (PPGCC/Uniso)
  • Vanessa Heidemann Universidade de Sorocaba (PPGCC/Uniso)
Palavras-chave: Comunicação, Narrativas, Jornalismo Literário

Resumo

Este trabalho traça um paralelo entre os conceitos de afeto e vínculo com as narrativas do Jornalismo Literário. Por meio da revisão de literatura contextualizamos afeto e vínculo tomando como referencial teórico a obrade pesquisadores brasileiros da área da Comunicação, como Jorge Miklos, José Eugênio de Oliveira Menezes, MalenaContrera, Monica Martinez, Muniz Sodré e NorvalBaitello Junior, entre outros. Buscamos, ainda, as definições dos conceitos por um viés interdisciplinar que engloba a Sociologia e a Antropologia, com Edgar Morin; a Etologia, com Boris Cyrulnik e Frans de Waal;a Filosofia, com Baruch Spinoza,Giordano Bruno e Martin Buber; e a Psicologia Analítica, com Carl Gustav Jung e VerenaKast. Para contextualizar o Jornalismo Literário recorremos principalmente aos pesquisadores John Bak e Monica Martinez. Compreendemos que os afetos e os vínculos são bases essenciais do Jornalismo Literário, uma vez que a humanização é um elemento importante desta modalidade narrativa. Nesse aspecto, o Jornalismo Literário representa um convite para o leitor ir ao encontro tanto do outro (tu) quanto dele mesmo (eu). Este encontro permitiria apreender as experiências da vida para aprender com elas a complexidade do mundo que nos cerca. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Monica Martinez, Universidade de Sorocaba (PPGCC/Uniso)

Doutora em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (ECA/USP), pós-doutorado em Narrativas Digitais pela Universidade Metodista de São Paulo (PPGCOM/Umesp). Docente do Programa de Pós-graduação em Comunicação e Cultura da Universidade de Sorocaba (PPGCC/Uniso). E-mail: monica.martinez@prof.uniso.br

Vanessa Heidemann, Universidade de Sorocaba (PPGCC/Uniso)

Mestra em Comunicação e Cultura pela Universidade de Sorocaba (PPGCC/Uniso) e graduada em Filosofia pela mesma instituição. E-mail: vanessa_heidemann@hotmail.com

 

Referências

BAITELLO JUNIOR, Norval. O pensamento sentado:sobre glúteos, cadeiras e imagens. São Leopoldo: Unisinos, 2012.

______. Vínculo. In: MARCONDES FILHO, Ciro. (Org.). Dicionário da comunicação.São Paulo: Paulus, 2009. p. 458.

BAK, J. S. Introduction. In: BAK, J. S.; REYNOLDS, B. (Eds.). Literary journalism across the globe: journalistic traditions and transnational influences. Amherst, Boston: University of Massachusetts Press, 2011. p. 1–20.

BENJAMIN, Walter. O narrador: considerações sobre a obra de Nikolai Leskov. In: ______. Magia, técnica, arte, política:ensaios sobre literatura e história da cultura. São Paulo:Brasiliense, 1994. p. 197-221.

BRUM, Eliane. A vida que ninguém vê. Porto Alegre: Arquipélago, 2012.

BUBER, Martin. Eu e Tu.São Paulo: Centauro, 1974.

BRUNO, Giordano. Os vínculos.São Paulo: Hedra, 2012.

CONTRERA, Malena. Do lado de fora do jardim encantado: comunicação e desencantamento do mundo. E-compós,Brasília, v. 12, n. 3, set./dez. 2009. p.1-14. Disponível em: http://www.ecompos.org.br/seer/index.php/ecompos/

article/view/432/384. Acesso em: 17 mar. 2019.

______. Sobre a ponte inexistente. Ghrebh.São Paulo, n.1, jun. 2007. p. 3-5. Disponível em: http://www.cisc.org.br/portal/jdownloads/Ghrebh/Ghrebh-%2010/02_apresentao.pdf. Acesso em: 17 mar. 2019.

CYRULNIK, Boris. Os alimentos do afeto.São Paulo: Ática, 1995.

______. Do sexto sentido:o homem e o encantamento do mundo. Lisboa: Instituto Piaget,

HEIDEMANN, Vanessa. Processos de vinculação e redes sociais: um estudo sobre três comunidades de astrologia do Facebook. 2019. 98 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade de Sorocaba, Sorocaba, São Paulo, 2019. Disponível em: http://comunicacaoecultura.uniso.br/producao-discente/2018/pdf/vanessa-heidemann.pdf. Acesso em: 17 mar. 2019.

JUNG, C. G. Cartas de C. G. Jung: volume II, 1946-1955. 1. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2018.

JUNG, C. G.Cartas de C. G. Jung: volume II, 1946-1955. 1. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2018.

KAST, V. Jung e a Psicologia Profunda. São Paulo: Cultrix, 2019.

MEDINA, C. Entrevista: o diálogo possível. 2. ed. São Paulo: Ática, 1990.

MEDINA, C. A arte de tecer o presente: narrativa e cotidiano. São Paulo: Summus, 2003.

MEDINA, C. Narrativas da Contemporaneidade: Epistemologia do Diálogo Social. Tríade, v. 2, n. 4, p. 8–22, 2014.

MARTINEZ, Monica; HEIDEMANN, Vanessa; GAPY, Leila. Afeto, comunicação e jornalismo. In: PICHIGUELLI, Isabella; et al. (Org). Afetos em narrativas. Alumínio: Jogo de Palavras, 2018. v. 1. p. 316-346. Disponível em: http://comun

icacaoecultura.uniso.br/programa/publicacoes/Ebook_afetos_em_narrativas.pdf?fbclid=IwAR0HdEt3dlRwvCXIGJLsqO0hxRcvMErKi-3kAPQAqC0jsbg-eC2mbf

Bl03Q. Acesso em: 17 mar. 2019.

______. Jornalismo Literário: tradição e inovação. Florianópolis: Insular, 2016.

MEDINA, C. Entrevista: o diálogo possível. 2. ed. São Paulo: Ática, 1990.

MEDINA, C. A arte de tecer o presente: narrativa e cotidiano. São Paulo: Summus, 2003.

MEDINA, C. Narrativas da Contemporaneidade: Epistemologia do Diálogo Social. Tríade, v. 2, n. 4, p. 8–22, 2014.

MENEZES, José Eugênio de Oliveira; MARTINEZ, Monica. Do Ego para o Eco-sistema: vínculos e afetos na contemporaneidade. Comunicologia.Brasília, v. 7, 2014. p. 263-280. Disponível em: http://portalrevistas.ucb.br/index.php/RCEU

CB/article/viewFile/5634/3607. Acesso em: 17 mar. 2019.

______. Processos de mediação: da mídia primária à mídia terciária. In: Comunicare,v. 4, n.1, jan./jul. 2004. p. 27-40.

MIKLOS, Jorge; ROCCO, Agnes de Sousa Arruda. Ecologia da comunicação: desafios para aconcepção de uma comunicação social cidadã. In: Paulus,São Paulo, v. 2, n. 3, 2018. p. 93-110. Disponível em: http://fapcom.edu.br/revista-paulus/index.php/

revistapaulus/article/view/44/54. Acesso em: 17 mar. 2019.

MORIN, Edgar. Amor, poesia e sabedoria.Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2014.

______. O enigma do homem.Rio de Janeiro: Zahar, 1975.

RUELLAN, Denis; LE CAM, Florence. Emotions de journalistes: sel et sens du métier.Grenoble: Presse Universitaire de Grenoble, 2017.

SODRÉ, Muniz. A ciência do comum:notas para o método comunicacional. Petrópolis: Vozes, 2014.

SPINOZA, Baruch. Ética.Belo Horizonte: Autêntica, 2017.

VANOOST, Marie. “Reading literary journalism: an explanatory study of reader’s experience”.In: IALJS-13 (International Association for Literary Journalism Studies), edited by IALJS/Austrian Academy of Sciences. Vienna: IALJS, 2018.

WAAL, Frans de. A era da empatia:lições da natureza para uma sociedade mais gentil. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

Publicado
2019-04-30
Como Citar
Martinez, M., & Heidemann, V. (2019). Jornalismo Literário: afeto e vínculo em narrativas. Lumina, 13(1), 4-14. https://doi.org/10.34019/1981-4070.2019.v13.26055
Seção
Dossiê: Narrativas midiáticas, dialogias, migrações e mutações