Iracema, uma transa amazônica: subversão na adaptação cinematográfica

  • Gabriela Reinaldo Universidade Federal do Ceará (UFC)
  • Aline Rebouças Azevedo Soares Universidade Federal do Ceará, UFC.
Palavras-chave: Adaptação Cinematográfica, Iracema, Mito do paraíso.

Resumo

Enquanto a personagem Iracema de José de Alencar é tida como mãe mítica do Brasil, surge no cinema uma Iracema mundana, com traços que a virgem dos lábios de mel não teria. Iracema, uma transa amazônica (1974), de Jorge Bodanzky e Orlando Senna, parece negar o mito de fundação alencarino. Interessa-nos discutir aspectos da tradução intersemiótica na adaptação cinematográfica com auxílio do pensamento de Julio Plaza e Marcel Vieira. Relacionamos o filme e o conceito de “imagem-vaga-lume” de Georges Didi-Huberman e abordamos também as relações conflituosas entre homem e natureza a partir do mito do paraíso e de estudos de Sérgio Buarque de Holanda e Vilém Flusser. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriela Reinaldo, Universidade Federal do Ceará (UFC)
Doutora em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (Bolsista Fapesp 1998 - 2002), Gabriela Reinaldo é professora do Instituto de Cultura e Arte, o ICA, da Universidade Federal do Ceará, UFC, onde coordena projetos de pesquisa ligados ao estudo da Imagem (Flusser, Benjamin e Warburg); à Tradução Intersemiótica e às representações do rosto ("As faces do rosto"). Realizou estágio posdoutoral no Departamento de História da Arte da Universidade de Cambridge - UK, onde investigou as representações do Brasil feitas pelos artistas cientistas do século XIX, especialmente C.F.P von Martius (Estágio Sênior no exterior, Bolsa Capes - agosto de 2013 a agosto de 2014). Neste período, também realizou pesquisa e participou de eventos no The Warburg Institute, ligado à Universidade de Londres. 
Aline Rebouças Azevedo Soares, Universidade Federal do Ceará, UFC.
Mestranda em Comunicação na Universidade Federal do Ceará - UFC, na linha de pesquisa Fotografia e Audiovisual; bolsista da FUNCAP desde maio de 2015 e graduada em Comunicação Social pela Universidade de Fortaleza (2005). Ligada ao Projeto de pesquisa MUVIC - Museu Virtual do Indio Cearense: percursos da memória em ambiente digital, que integra o projeto Comunicação Educação e Diversidade: ferramentas teóricas para o estudo e o trabalho com a cultura, do Laboratório de Educação, Comunicação e Sociabilidades - LABECOS. 

Referências

ALENCAR, José. Iracema. Brasília: Ministério da Cultura, Fundação Biblioteca Nacional, Departamento Nacional do Livro, 2012. Disponível em: Acesso em: 4 jan. 2014.

BENJAMIN, Walter. O autor como produtor. In: ______. Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. São Paulo: Brasiliense, 1987.

CAMILO, Vagner. Mito e história em Iracema: a recepção crítica mais recente. Novos Estudos-CEBRAP, n. 78, p. 169-189, 2007.

CAMPOS, Haroldo de. Metalinguagem e outras metas: ensaios de teoria e crítica literária. São Paulo: Perspectiva, 2006.

CASTRO, Silvio. A carta de Pero Vaz de Caminha: o descobrimento do Brasil. Porto Alegre: L&M, 2014.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Sobrevivência dos vaga-lumes. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2011.
______. Quando as imagens tocam o real. Pós: Belo Horizonte, v. 2, n. 4, p. 204 - 219, nov. 2012.

ELIADE, Mircea. O sagrado e o profano. São Paulo: Martins Fontes, 1992.

______. Tratado de história das religiões. São Paulo: Martins Fontes, 1993.

FLUSSER, Vilém. Natural: mente: vários acessos ao significado de Natureza. São Paulo: Duas Cidades, 1979.

______. Fenomenologia do brasileiro: em busca de um novo homem. Rio de Janeiro: Ed. UERJ, 1998.

HOLANDA, Sergio Buarque. Visão do paraíso: os motivos edênicos do descobrimento e colonização do Brasil. São Paulo: Brasiliense; Publifolha, 2000.

HUTCHEON, Linda. Uma teoria da adaptação. Florianópolis: Ed. da UFSC, 2013.

IRACEMA, uma transa amazônica. Direção: Jorge Bodanzky e Orlando Senna. Produção: Wolgang Gauer. Elenco: Conceição Senna, Edna de Cássia, Elma Martins, Fernando Neves, Paulo César Pereio, Rose Rodrigues e Sidnei Piñon. Roteiro: Orlando Senna. Música e fotografia: Jorge Bodanzky. Brasil/ Alemanha, 1981. DVD (90 min).

LAPERA, Pedro Vinicius Asterito. A presença de “Iracema, uma transa amazônica” (1974) no cinema brasileiro. E-compós, Brasília, v. 11, n. 2, 2008.

MARTIN, Marcel. A linguagem cinematográfica. São Paulo: Brasiliense, 1990.

MORAES, Vera Lúcia Albuquerque de. O discurso amoroso em Iracema. In. Iracemas: imagens de uma lenda. Gabinete do Governador do Estado do Ceará. Fortaleza: Barbarela B Comunicação e Marketing, 2006.

MOREIRA, Viviane Pinto. Iracema: um romance de mito e fundação ao modelo virgiliano. In: Mito e Literatura. Fortaleza: Academia Cearense de Letras/Expressão Gráfica, 2007.

PLAZA, Julio. Tradução Intersemiótica. São Paulo: Perspectiva, 2003.

REINALDO, Gabriela. A natureza de Vilém Flusser: experiências limites. Flusser Studies, Lugano (Suíça), v. 15, n. 15, p.1-10, maio 2013. Semestral. Disponível em: . Acesso em: 01 jan. 2015.

RIBEIRO, Luis Filipe. Mulheres de papel: um estudo do imaginário em José de Alencar e Machado de Assis. Niterói: Editora Da Universidade Federal Fluminense, 1996.

RODRIGUES, Ana Karla. A viagem no cinema brasileiro: panorama dos filmes de estrada nos anos 60, 70, 90 e 2000. [Dissertação de mestrado]. Instituto de Artes da Universidade Estadual de Campinas, Mestrado em Multimeios, Campinas, 2007.

SILVA, Odair José Moreira da. A estrada e a construção do road movie: um estudo semiótico de" Thelma & Louise", de Ridley Scott. Conexão-Comunicação e Cultura, v. 8, n. 15, 2010.

VELAZQUEZ, et al. Tecnologia em jogo: o mito como incentivador da experiência do real. TEXTOS. Revista Internacional de Aprendizaje y Cibersociedad, v. 18, n. 2, 2016. Madrid, 2013.
VELOSO, Mariza; MADEIRA, Angélica. Leituras brasileiras: itinerários no pensamento social e na literatura. São Paulo: Paz e terra, 1999.

VIEIRA, Marcel. Adaptação intercultural: o caso de Shakespeare no cinema
brasileiro. Salvador-Brasília: EDUFBA-COMPÓS, 2013.
Publicado
2017-08-30
Como Citar
REINALDO, G.; REBOUÇAS AZEVEDO SOARES, A. Iracema, uma transa amazônica: subversão na adaptação cinematográfica. Lumina, v. 11, n. 2, p. 253-270, 30 ago. 2017.