Branca de neve multimídia: a personagem adaptada na literatura, no cinema e nas histórias em quadrinhos

Autores

  • Allana Dilene de Araújo de Miranda Universidade Federal da Paraíba
  • Luiz Antonio Mousinho Universidade Federal da Paraíba

Palavras-chave:

personagem, adaptação, cinema, literatura, histórias em quadrinhos

Resumo

O presente trabalho analisa, pelo viés da teoria da adaptação, como a personagem Branca de Neve é construída e representada em três diferentes mídias: a literatura, o cinema e as histórias em quadrinhos. Na literatura, toma-se por base o conto Branca de Neve e os sete anões, dos irmãos Jacob e Wilhelm Grimm; no cinema, o estudo se detém sobre o filme homônimo de 1936, dirigido por David Hand e produzido pelos estúdios Walt Disney; nos quadrinhos, o estudo se detém na personagem Neve, do título mensal Fábulas, mais precisamente na minissérie As mil e uma noites, escrita por Bill Willingham. Após fazer uma revisão bibliográfica, o estudo analisa, comparativamente, a personagem em suas diferentes versões, levando em conta aspectos contextuais, bem como as especificidades de cada mídia e a maneira como cada personagem é representada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Allana Dilene de Araújo de Miranda, Universidade Federal da Paraíba

Doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Letras da UFPB, área de Literatura e Cultura.

Luiz Antonio Mousinho, Universidade Federal da Paraíba

Doutor em Teoria e História Literária pela Universidade Estadual de Campinas.

Referências

BETTELHEIM, Bruno. A psicanálise dos contos de fada. Tradução de Arlene Caetano. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1980.

CANDIDO, Antonio. Literatura e sociedade. São Paulo: Nacional, 1980, 6ª edição.

_______. [et al]. A personagem de ficção. São Paulo: Perspectiva, 2005, 11ª edição.

ESTÉS, Clarissa Pinkola (org). Contos dos irmãos Grimm. Tradução de Lia Wyler. Rio de Janeiro: Rocco, 2005.

FOSTER, E.M. Aspectos do romance. Tradução de Maria Helena Martins. Porto Alegre: Globo, 1969.

HUTCHEON, Linda. A theory of adaptation. New York: Routledge, 2006.

PROPP, Vladimir. Morfologia do conto maravilhoso. Tradução de Jasna Paravich. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2006, 2ª edição.

REIS, Carlos e LOPES, Ana Cristina M. Dicionário de Teoria Narrativa. São Paulo: Ática, 1988.

SILVA, Francisco Vaz da. Red as blood, white as snow, black as crow: chromatic symbolism of womanhood in fairy tales. Detroit: Wayne State University Press, 2008.

TATAR, Maria. The annotated classic fairy tales. New York: WW Norton & Company, 2002.

WARNER, Marina. Da fera à loira: sobre contos de fadas e seus narradores. Tradução de Thelma Médici Nóbrega. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.

WILLINGHAM, Bill. Fábulas: as 1001 noites. Ilustrado por Charles Vess e John Bolton. Tradução de Marcelo Barbão. Rio de Janeiro: Pixel Media, 2007.

Filmografia:
BRANCA DE NEVE E OS SETE ANÕES (Snow White and the Seven Dwarfs). Direção: David Hand. Produção: Walt Disney Pictures, 1937. 1 DVD (83 minutos), widescreen, color., animação baseada no conto dos Irmãos Grimm.

Sites Acessados:
The Annotated Snow White and the Seven Dwarfes. Disponível em: <http://www.surlalunefairytales.com/introduction/index.html>. Acesso em jun. de 2014.

Marie Clarie. Disponível em: < http://lostin1950.blogspot.com.br/2012/02/marie-claire.html>. Acesso em jun. 2014.

Artes de Gustaf Teggren. Disponível em: < http://filmic-light.blogspot.com.br/>. Acesso em jun. 2014.

Downloads

Publicado

2015-06-30

Como Citar

MIRANDA, A. D. de A. de; MOUSINHO, L. A. Branca de neve multimídia: a personagem adaptada na literatura, no cinema e nas histórias em quadrinhos. Lumina, [S. l.], v. 9, n. 1, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/lumina/article/view/21085. Acesso em: 9 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos