O Oriente de Jonny Quest

Autores

  • Leslie Lothar Hein UFF

DOI:

https://doi.org/10.34019/1981-4070.2011.v5.20903

Palavras-chave:

comunicação, desenhos-animados, orientalismo

Resumo

O artigo analisa a série animada “Jonny Quest” de um
ponto de vista histórico e antropológico em referência ao conceito de
“Orientalismo” de Edward E. Said. A série é compreendida como uma
narrativa única que destaca em seus personagens, enredo e formas
simbólicas, os valores associados a um ideal de modernidade e
sociedade tecnológica. Os protagonistas e antagonistas das histórias
se tornaram emblemas dos comportamentos sociais aprováveis e
reprováveis que seriam determinantes na construção da sociedade
moderna. Da mesma forma, a opção pela modernização tecnológica estaria implicada na aceitação do modelo ocidental associado ao ideal
de uma liderança mundial norte-americana frente ao Oriente e ao
socialismo (que se destacava, na época, como alternativa de
desenvolvimento).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-06-13

Como Citar

HEIN, L. L. O Oriente de Jonny Quest. Lumina, [S. l.], v. 5, n. 1, 2011. DOI: 10.34019/1981-4070.2011.v5.20903. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/lumina/article/view/20903. Acesso em: 20 jun. 2021.

Edição

Seção

Artigos