v. 28 n. 1 (2022): Dossiê: História recente da política externa da América Latina: uma questão de elites?
Seção Livre

Historiografia do sistema político-partidário no Rio Grande do Sul da Primeira República Brasileira: notas e questionamentos

Rodrigo Lavalhos Dal Forno
Instituto Federal Sul-rio-grandense

Publicado 2022-07-04

Palavras-chave

  • Historiografia,
  • Política,
  • Rio Grande do Sul,
  • Brasil Primeira República

Como Citar

Lavalhos Dal Forno, Rodrigo. 2022. “Historiografia Do Sistema político-partidário No Rio Grande Do Sul Da Primeira República Brasileira: Notas E Questionamentos”. Locus: Revista De História 28 (1):271-95. https://doi.org/10.34019/2594-8296.2022.v28.33953.

Resumo

O presente artigo analisa a historiografia que abordou o sistema político-partidário no estado do Rio Grande do Sul durante a Primeira República do Brasil (1889-1930). A análise foi desenvolvida através da problematização de diferentes contribuições selecionadas a partir dos critérios de pesquisa previamente delimitados. Através de uma reflexão sobre determinadas contribuições produzidas, principalmente durante o século XX, debati os principais fatores explicativos e interpretativos encontrados para compreender as nuances políticas da época. Como resultado central desta investigação é possível identificar que o fator ideológico e seus aspectos correlatos serviram como um elemento determinante nas explicações empreendidas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

  1. Abreu, Luciano Aronne de. Getúlio Vargas: a construção de um mito. Porto Alegre: EDIPUCRS, 1997.
  2. Aita, Carmen. “Liberalismo & república: o pensamento político de J. F. de Assis Brasil”. Tese de doutorado, Porto Alegre, PUC, 2007.
  3. Almeida, João Pio de. Borges de Medeiros: subsídios para o estudo de sua vida e sua obra. Porto Alegre: Globo, 1928.
  4. ALVES, Francisco das Neves. O tribuno do império: Gaspar da Silveira Martins sob o prisma da imprensa. Rio Grande: FURG, 2001.
  5. Antonacci, Maria Antonieta. “A Revolução de 1923: as oposições na República Velha.” Em: RS: economia e política. Dacanal, José Hildebrando; Gonzaga, Sergius (orgs.). p. 229-253. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1979.
  6. Antonacci, Maria Antonieta. RS: as oposições; a Revolução de 1923. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1981.
  7. Axt, Gunter. “Contribuições ao debate historiográfico concernente ao nexo entre Estado e sociedade para o Rio Grande do Sul castilhista-borgista”. Métis (UCS), v. 1, n.1 (2002): 39-70.
  8. Axt, Gunter. Gênese do estado moderno no Rio Grande do Sul (1889-1929). Porto Alegre: Paiol, 2011.
  9. Bak, Joan Lamayson. “Some antecedentes of corporatism: state economic intervention and rural organization in Brazil. The Case of Rio Grande do Sul, 1890-1937”. Tese de Doutorado, EUA, Yale University, 1977.
  10. Bakos, Margaret. Júlio de Castilhos: Positivismo, abolição e república. Porto Alegre: Edipucrs, 2006.
  11. Baretta, Sílvio Rogério Duncan. “Political violence and regime change: a study of the 1893 Civil War in Southern Brazil”. Tese de Doutorado, EUA, University of Pittsburgh, 1991.
  12. Boeira, Nelson. “O Rio Grande de Augusto Comte”. EM: RS: cultura e ideologia. Dacanal, José Hildebrando; Gonzaga, Sergius (Orgs). p. 34-59. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1980.
  13. Boeira, Nelson. “O positivismo do Rio Grande do Sul: questões pendentes e temas para pesquisa”. Em: RS: 200 anos definindo espaços na história nacional. Reckziegel, Ana Luiza; Félix, Loiva
  14. Otero (org). p. 237-246. Passo Fundo: Editora da UPF, 2002.
  15. Brossard, Paulo. Ideias políticas de Assis Brasil. Brasília: Senado Federal, 1989.
  16. Campos, Emílio de. Júlio de Castilhos: sua ação política e social no Rio Grande do Sul. São Leopoldo: Rotermund, 1903.
  17. Civita, Victor. Borges de Medeiros: 1863-1961. São Paulo: Abril Cultural, 1970.
  18. Cortés, Carlos E. Política Gaúcha (1930 – 1964). Porto Alegre: EDIPUCRS, 2007.
  19. Dal Forno, Rodrigo; Lapuente, Rafael (orgs.). Clássicos de história política: o Rio Grande do Sul e a Primeira República. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2019.
  20. Dal Forno, Rodrigo. “O “Álbum dos Bandoleiros” da Revolução de 1923: Uma análise de Política e Imagem do Rio Grande do Sul da década de 1920.” Dissertação de Mestrado, Porto Alegre: UFRGS, 2015.
  21. Dal Forno, Rodrigo. “Como se em política fosse possível agir sem manhã, sem o senso de oportunidade”: o processo de formação e atuação do Partido Libertador e suas lideranças no Brasil Republicano (1922-1933)”. Tese de Doutorado, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2020.
  22. Elmir, C. P.; Machado Junior, C. S. “A produção historiográfica no Rio Grande do Sul nos últimos 50 anos (1961-2011)”. Em: Do passado para o futuro. Raquel Glezer. (Org.) v. 1, p. 275-290.
  23. Edição comemorativa dos 50 anos da ANPUH. São Paulo: Contexto, 2011.
  24. Escobar, Wenceslau. Apontamentos para a história da revolução Rio-Grandense de 1893. Porto Alegre: Globo, 1920.
  25. Escobar, Wenceslau. 30 anos de ditadura rio-grandense. Rio de Janeiro: Canton; Beyer, 1922.
  26. Ferreira Filho, Arthur. Revolução de 1923. Porto Alegre: Imprensa Oficial do Estado, 1973.
  27. Ferreira Filho, Arthur. História Geral do Rio Grande do Sul: 1503-1974. Porto Alegre: Globo, 1974.
  28. Ferreira, Marieta M.; Pinto, Surama. “Estado e oligarquias na Primeira República: um balanço das principais tendências historiográficas.” Tempo. Revista do Departamento de História da UFF, v. 23 (2017): 25. https://doi.org/10.1590/tem-1980-542x2017v230301
  29. Félix, Loiva Otero. Coronelismo, borgismo e cooptação política. Porto Alegre: UFRGS, 1987.
  30. Figueiredo, Vitor. Voto e competição política na Primeira República: o caso de Minas Gerais (1889-1930). Curitiba: CRV, 2017. https://doi.org/10.24824/978854441836.9
  31. Flores, Ericson. “Um posto de combate e uma tribuna de doutrina: o Partido Libertador e o jornal Estado do Rio Grande (1929-1932).” Dissertação de Mestrado, Passo Fundo: UPF, 2009.
  32. Flores da Cunha, José Antônio. A Campanha de 1923. Brasília: Senado Federal, 1979.
  33. Fontoura, João Neves da. Memórias: Borges de Medeiros e seu tempo. Porto Alegre: Globo, 1958.
  34. Fontoura, João Neves da. Memórias: A Aliança Liberal e a Revolução de 1930. Porto Alegre: Globo, 1963.
  35. Franco, Sérgio da Costa. Júlio de Castilhos e sua época. Porto Alegre: Globo, 1967.
  36. Grijó, Luiz Alberto. “Origens sociais, estratégias de ascensão e recursos dos componentes da chamada “Geração de 1907”. Dissertação de Mestado, Porto Alegre: UFRGS, 1998.
  37. Gutfreind, Ieda. Historiografia Rio-Grandense. Porto Alegre: UFRGS, 1992.
  38. Heinz, Flávio; Love, Joseph. “Entrevista com Joseph L. Love.” Estudos Históricos, v. 32, n.32 (2003) 165-177.
  39. Hentschke, Jens. Positivismo ao estilo gaúcho: a ditadura de Júlio de Castilhos e seu impacto sobre a construção do Estado e da Nação no Brasil de Getúlio Vargas. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2015.
  40. Holanda, Cristina Buarque de. Modos de representação política: o experimento da Primeira República. Rio de Janeiro: Iuperj, 2009.
  41. Jacques, Paulino. Gaspar Silveira Martins: o condestável da democracia brasileira. Rio de Janeiro: Zélio Valverde, 1960.
  42. Janotti, Maria de Lurdes. O Diálogo convergente: Políticos e Historiadores no início da República. In: FREITAS, Marcos Cezar de. (Org.). Historiografia Brasileira em Perspectiva. 4ed. São Paulo: Contexto, 2001.
  43. Kornweilbel, Richard. “Júlio de Castilhos and the Republican Party of Rio Grande do Sul.” Tese de Doutorado, Santa Bárbara: University of Califórnia, 1971.
  44. Love, Joseph. O regionalismo gaúcho. São Paulo: Perspectiva, 1975.
  45. Love, Joseph. “O Rio Grande do Sul como fator de instabilidade na República Velha”. Em: Clássicos de história política: o Rio Grande do Sul e a Primeira República. Dal Forno, Rodrigo; Lapuente, Rafael (orgs.), p. 73-107. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2019.
  46. Marques, Antero. Mensagem a Poucos e do Ibirapuitã ao Armistício. Porto Alegre: Edigal, 2005.
  47. Martins, José Júlio Silveira. Silveira Martins. Rio de Janeiro: São Benedicto, 1929.
  48. Medeiros, Borges de. O Poder Moderado na República Presidencial. Recife: S. A. Diário de Pernambuco, 1933.
  49. Medeiros, Poty. Borges de Medeiros: alguns aspectos de sua vida. Porto Alegre: s/e, 1961.
  50. Noll, Maria Isabel. Partidos políticos no Rio Grande do Sul - 1928-1937. Porto Alegre, UFRGS, 1980.
  51. Orico, Oswaldo. Silveira Martins e sua época. Porto Alegre: Globo, 1935.
  52. Osório, Pedro Luís. Assis Brasil. Porto Alegre: Tchê! 1986.
  53. Osório, Joaquim Luis. Partidos Políticos no Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Livraria do Globo, 1930.
  54. Perissinotto, Renato Monseff; Sêga, Rafael Augustus;Republicanismo Paulista e Republicanismo
  55. Gaúcho, entre o partido de classe e o partido de Estado: aproximações e distinções (1873-1930). Revista Almanack, n°2, julho/dezembro de 2011: p. 101-113. https://doi.org/10.1590/2236-
  56. Pesavento, Sandra. “República Velha gaúcha: Estado autoritário e economia”. Em: RS: economia e política. Dacanal, José Hildebrando; Gonzaga, Sergius (orgs.). p. 193-255. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1979.
  57. Pesavento, Sandra. Borges de Medeiros. Porto Alegre: IEL, 1990.
  58. Pesavento, Sandra. “O velho/novo positivismo.” Em: Revisitando o positivismo. Graebin, Cleusa; Leal, Elisabete (orgs). p. 59-64. Canoas: Editora La Salle, 1998.
  59. Pezat, Paulo Ricardo. “O positivismo na abordagem da recente historiografia gaúcha.” Anos 90. v. 13 (2006): 255-285. https://doi.org/10.22456/1983-201X.6404
  60. Picollo, Helga. A política Rio-Grandense no II Império (1868-1882). Porto Alegre: UFRGS, 1974.
  61. Picollo, Helga. “A História do Rio Grande do Sul: uma História em Processo de Revisão e Elaboração. O movimento republicano no século XIX - 1a. Parte”. Revista Brasileira de História, n.4 (1982): 233-242.
  62. Pinto, Celi Regina Jardim. Positivismo: um projeto político alternativo. Porto Alegre: LPM, 1986.
  63. Pinto, Surama Conde Sá. Só para iniciados... o jogo político na antiga capital federal. Rio de Janeiro: Mauad X, Faperj, 2011.
  64. Porto, José Mariano. Apontamentos biographicos de Gaspar da Silveira Martins. Rio de Janeiro: Jornal do Brasil, 1891.
  65. Ricci, Paolo; Zulini, Jacqueline. “Partidos, competição política e fraude eleitoral: a tônica das eleições na Primeira República”. Dados: Revista de Ciências Sociais, v. 57, n. 2 (2014): 443-479. https://doi.org/10.1590/0011-5258201414
  66. Ricci, Paolo; Zulini, Jacqueline. “Nem só à base do cacete, nem apenas com presentes: sobre como se garantiam votos na Primeira República.” Em: A República revisistada: construção e
  67. consolidação do projeto republicano brasileiro. VISCARDI, Cláudia; ALENCAR, José Almino (Org.). p. 195-225. Porto Alegre: PUCRS, 2016.
  68. Rosa, Othelo. Júlio de Castilhos. Porto Alegre: Globo, 1928.
  69. Rouston Jr., Eduardo. “A oposição federalista na Câmara dos Deputados: atuação, ideias e trajetórias de algumas lideranças políticas (1906-1926).” Tese de Doutorado, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2016.
  70. Reverbel, Carlos. Assis Brasil. Porto Alegre: IEL, 1990.
  71. Russomano, Victor. História Constitucional do Rio Grande do Sul. Pelotas: O Globo, 1932.
  72. Sá, Mem de. A politização do Rio Grande. Porto Alegre: Tabajara, 1973.
  73. Sá, Mem de. Tempo de Lembrar: Memórias. Rio de Janeiro: José Olympio, 1981.
  74. Saccol, Tassiana. “De líderes históricos à opositores: as dissidências republicanas e o jogo político regional (Rio Grande do Sul, 1890-1907)”. Tese de Doutorado, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2018.
  75. Soares, Mozart Pereira. Júlio de Castilhos. Porto Alegre: IEL, 1991.
  76. Souza, J. P. de Coelho. O pensamento político de Assis Brasil. Rio de Janeiro: José Olympio, 1958.
  77. Trindade, Helgio. “Aspectos políticos do sistema partidário republicano rio-grandense (1882 –1937)”. Em: RS: economia e política. DACANAL, José Hildebrando; GONZAGA, Sergius (orgs.) p. 119-191. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1979ª.
  78. Trindade, Helgio. Poder Legislativo e Autoritarismo no Rio Grande do Sul, 1889-1937. Porto Alegre: Sulina, 1979b.
  79. Trindade, Helgio (Org,). Revolução de 30: Partidos e Imprensa Partidária no RS (1928-1937). Porto Alegre: L&PM, 1980.
  80. Viscardi, Cláudia. O Teatro das Oligarquias: uma revisão da política do café com leite. Belo Horizonte: C/Arte, 2012.
  81. Viscardi, Cláudia. Unidos perderemos: a construção do federalismo republicano brasileiro. Curitiba: CRV, 2017.
  82. Véléz Rodríguez, Ricardo. Castilhismo: uma filosofia da República. Porto Alegre: EST, 1980.
  83. Véléz Rodríguez, Ricardo. Castilhismo: uma filosofia da República. Brasília: Senado Federal, Conselho Editorial, 2000.