v. 26 n. 2 (2020): Dossiê - Patrimônio e Relações Internacionais
Dossiê

Soft Power Mineiro: O edital Circula Minas (2015-2018) como medida de preservação e difusão nacional e internacional da cultura e do patrimônio de Minas Gerais

Vanessa Gomes de Castro
Biografia
Thiago Rodrigues Tavares
Biografia
Publicado September 10, 2020
Palavras-chave
  • Soft Power,
  • Políticas Culturais,
  • Circula Minas,
  • Cultura Mineira,
  • Patrimônio
Como Citar
Gomes de Castro, Vanessa, e Thiago Rodrigues Tavares. 2020. “Soft Power Mineiro: O Edital Circula Minas (2015-2018) Como Medida De preservação E difusão Nacional E Internacional Da Cultura E Do patrimônio De Minas Gerais”. Locus: Revista De História 26 (2), 235-60. https://periodicos.ufjf.br/index.php/locus/article/view/30727.

Resumo

O presente artigo analisa os resultados do edital Circula Minas de Intercâmbio Cultural, do ano de 2015 a 2018, com atenção especial à área de patrimônio. Os editais, amparados em políticas culturais e sociais, tiveram por finalidade apoiar financeiramente artistas, pesquisadores, mestres dos saberes tradicionais e afins, domiciliados no estado de Minas Gerais, em viagens para apresentação e capacitação em diversas áreas culturais, visando à difusão nacional e internacional da cultura mineira, bem como a sua preservação. Diante disso, busca-se refletir sobre os editais, considerando o conceito de soft power, entendido como a construção de relações de poder amistosas, por exemplo, através de políticas culturais, fortalecendo, assim, o poder político e econômico dentro e fora do país, pela atratividade cultural. Os resultados são apresentados em tabelas, contendo a quantidade de propostas selecionadas por ano, as áreas culturais contempladas, o valor do apoio financeiro, as cidades de origem e os países de destino. As conclusões enfatizam os potenciais retornos de medidas como os referidos editais, na promoção e proteção da cultura e do patrimônio do estado, fortalecendo o soft power mineiro e brasileiro.

Referências

  1. Ballerini, Franthiesco. Poder suave. São Paulo: Summus, 2017.
  2. Burke, Peter. História e Teoria Social. São Paulo: Editora UNESP, 2002.
  3. Burke, Peter. O que é História Cultural? Rio de Janeiro: Zahar, 2008.
  4. Bortolotto, Chiara. “A salvaguarda do patrimônio cultural imaterial na implementação da Convenção da UNESCO de 2003”. Revista Memória em Rede, v.3, n.4 (2011): 1-13.
  5. Christofoletti, Rodrigo, org. Bens culturais e relações internacionais: o patrimônio como espelho do Soft Power. Santos: Editora Universitária Leopoldianum, 2017.
  6. Choay, Françoise. Alegoria do Património. Lisboa: Ed.70, 2008. Então brilha tem manifesto contra Zema: ‘Sua burrice nos uniu’. BHAZ. 2020. https://bhaz.com.br/2020/02/22/entao-brilha-manifesto-contra-zema/
  7. Gueraldi, Ronaldo Guimarães. “A aplicação do conceito de poder brando (soft power) na política externa brasileira”. Dissertação de Mestrado em Administração Pública (versão preliminar), Rio de Janeiro, Fundação Getulio Vargas, 2005.
  8. Hartog, François. “Tempo e patrimônio”. Varia História, v. 22, n. 36 (2006): 261- 273. https://doi.org/10.1590/S0104-87752006000200002
  9. IPHAN. Dossiê IPHAN 12 {Roda de Capoeira e Ofício dos Mestres de Capoeira}. Brasília: Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, 2014.
  10. Machado, Jurema. “Feito em casa: o Iphan e a cooperação internacional para o patrimônio”. In. SCHLEE, Andrey Rosenthal, org. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, n. 35 (2017): 245-283.
  11. Nye jr., Joseph Samuel. O paradoxo do poder americano: por que a única superpotência do mundo não pode prosseguir isolada. Tradução: Luiz Antônio Oliveira de Araújo. São Paulo: UNESP, 2002.
  12. Nye jr., Joseph Samuel. Soft Power: the means to success in world politics. New York: Public Affairs, 2004.
  13. Nye jr., Joseph Samuel. O futuro do poder. Tradução: Magda Lopes. São Paulo: Benvirá, 2012.
  14. Ouriveis, Maíra. “Soft Power e indústria cultural: a política externa norte-americana presente no cotidiano do indivíduo”. Revista Acadêmica de Relações Internacionais, v. 2, n. 4 (2013): 168-196.
  15. Portal Uai. 2020. “Manifesto político no carnaval de BH”. YouTube, 03:01. https://www.youtube.com/watch?v=DlPjsKFNTKE.
  16. Poulot, Dominique. Uma história do patrimônio no Ocidente, séculos XVIII-XIX. São Paulo: Estação da Liberdade, 2009.
  17. Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais. 2020. “Secult apresenta previsão de calendário 2020/2021 do Programa Cultura das Gerais – série de editais do Fundo Estadual de Cultura”. http://www.cultura.mg.gov.br/component/gmg/story/5523-secult-apresenta-previsao-de-calendario-2020-2021-do-programa-cultura-das-gerais-serie-de-editais-fundo-estadual-de-cultura
  18. Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais. 2015. “Circula Minas: edital de intercâmbio – 2015: programa de apoio a viagens”. http://www.cultura.mg.gov.br/images/documentos/EDITAL%20CIRCULA%20MINAS%20%20INTERC%C3%82MBIO%202015.pdf
  19. Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais. 2016. “Circula Minas: edital de intercâmbio – 2016: programa de apoio a viagens”. http://www.cultura.mg.gov.br/component/search/?all=circula%20minas%202016&exact=&any=&none=&created=&modified=&from=8&area=documents
  20. Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais. 2017. “Circula Minas: edital de intercâmbio – 2017: programa de apoio a viagens”. http://www.cultura.mg.gov.br/images/documentos/EDITAL%20-%20CIRCULA%20MINAS%202017.pdf
  21. Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais. 2018. “Circula Minas: edital de intercâmbio – 2018: programa de apoio a viagens”. http://www.cultura.mg.gov.br/images/documentos/Circula%20Minas%202018%20-%20Edital.pdf
  22. Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais. 2015. “Circula Minas 2015 (resultados)”. http://www.cultura.mg.gov.br/component/search/?all=circula+minas+2015&area=all
  23. Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais. 2016. “Circula Minas 2016 (resultados)”. http://www.cultura.mg.gov.br/component/search/?all=circula%20minas%202016&exact=&an
  24. y=&none=&created=&modified=&from=8&area=documents
  25. Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais. 2017. “Circula Minas 2017 (resultados)”. http://www.cultura.mg.gov.br/component/search/all=circula%20minas%202017&exact=&any=&none=&created=&modified=&from=8&area=documents
  26. Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais. 2018. “Circula Minas 2018 (resultados)”. http://www.cultura.mg.gov.br/component/search/?all=circula%20minas%202018&exact=&any=&none=&created=&modified=&from=8&area=documents
  27. Tavares, Thiago Rodrigues; Castro, Vanessa Gomes de. “Políticas Culturais no Brasil: O Edital Circula Minas e o Soft Power mineiro”. Políticas Culturais em Revista, v. 13, n.1 (2020): 135-153.