Zonas cinzentas no cinema político de Brasil e Polônia:

Pra frente, Brasil e sorte cega em perspectiva comparada

  • Wallace Andrioli Guedes Universidade Federal de Juiz de Fora
Palavras-chave: Cinema político, ditaduras, zona cinzenta

Resumo

O artigo analisa comparativamente os filmes Pra frente, Brasil e Sorte cega (Przypadek), destacando como ambos discutem múltiplos comportamentos políticos sob regimes ditatoriais. Tais obras são postas em diálogo com a historiografia da construção social dos regimes autoritários. Por fim, se considera as proximidades e distâncias dos processos transicionais experimentados pelas sociedades brasileira e polonesa no início da década de 1980, bem como seus efeitos sobre o cinema.

Biografia do Autor

Wallace Andrioli Guedes, Universidade Federal de Juiz de Fora

Doutor em História Social pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Bolsista de Pós-doutorado no Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de Juiz de Fora (PPGHIS/UFJF – Juiz de Fora, Minas Gerais, Brasil). Autor da tese “Política como produto: Pra frente Brasil e o cinema de Roberto Farias”. E-mail: wguedes2004@yahoo.com.br

Referências

ALONSO, Gustavo. Cowboys do asfalto: música sertaneja e modernização brasileira. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2015.

BARROS, José D’Assunção. História comparada: da contribuição de Marc Bloch à constituição de um moderno campo historiográfico. História Social, Campinas, SP, n. 13, p. 7-21, 2007.

CORDEIRO, Janaína. A ditadura em tempos de milagre: comemorações, orgulho e consentimento. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2015.

CENSURA veta “Prá Frente Brasil”. Produtores dizem que vão recorrer, O Globo, 06 de abril de 2012.

FICO, Carlos. Ditadura militar brasileira: aproximações teóricas e historiográficas. Revista Tempo e Argumento, Florianópolis, v. 9, n. 20, p. 05-74, jan./abr. 2017. https://doi.org/10.5965/2175180309202017005

FRANCO, Marina. La “teoría de los dos demônios”: un símbolo de la posdictadura argentina. In: Foros sobre Memoria Social e Historia Reciente – RIEMS, 2014.

HALTOF, Marek. Polish National Cinema. New York: Berghahn Books, 2002.

HOBSBAWM, Eric. Era dos extremos: o breve século XX, 1914-1991. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

JUDT, Tony. Pós-guerra: uma história da Europa desde 1945. Rio de Janeiro: Objetiva, 2008.

LABORIE, Pierre. 1940-1944. Os franceses do pensar-duplo. In: ROLLEMBERG, Denise & QUADRAT, Samantha Viz (org.). A construção social dos regimes autoritários: Europa, volume I. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010.

LEME, Caroline Gomes. Ditadura em imagem e som: trinta anos de produções cinematográficas sobre o regime militar brasileiro. São Paulo: Editora Unesp, 2013.

MISIAK, Anna. The polish film industry under communist control. Iluminace, volume 24, n. 4, 2012.

O CINEMA da coragem, Veja, 16 de fevereiro de 1983, p. 4.

REIS, Daniel Aarão. Ditadura e democracia no Brasil: do golpe de 1964 à Constituição de 1988. Rio de Janeiro: Zahar, 2014.

ROLLEMBERG, Denise. “Memória, Opinião e Cultura Política. A Ordem dos Advogados do Brasil sob a Ditadura (1964- 1974)”. In: Daniel Aarão Reis; Denis Rolland. (Orgs.). Modernidades Alternativas. Rio de Janeiro: Ed. Fundação Getúlio Vargas, 2008.

ROLLEMBERG, Denise & QUADRAT, Samantha Viz (org.). A construção social dos regimes autoritários: Europa, volume I. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010.

ROLLEMBERG, Denise. As trincheiras da memória: a Associação Brasileira de Imprensa e a ditadura. In: ROLLEMBERG, Denise & QUADRAT, Samantha Viz (org.). A construção social dos regimes autoritários: Brasil e América Latina, volume II. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010.

ROLLEMBERG, Denise. Definir o conceito de Resistência: dilemas, reflexões, possibilidades. In: ROLLEMBERG, Denise & QUADRAT, Samantha Viz. História e Memória das ditaduras do século XX, v. 1. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2015.

SILVA, Francisco Carlos Teixeira da. Crise da ditadura militar e o processo de abertura política no Brasil, 1974-1985. In: FERREIRA, Jorge & NEVES, Lucília de Almeida. O Brasil republicano, vol. 4: “O tempo da ditadura”. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

Publicado
2019-12-05
Como Citar
Andrioli Guedes, W. (2019). Zonas cinzentas no cinema político de Brasil e Polônia:. Locus: Revista De História, 25(2). https://doi.org/10.34019/2594-8296.2019.v25.28168