Aspectos simbólicos da cultura jurídica na antiga Mesopotâmia

  • Marcelo Rede

Resumo

Na antiga Mesopotâmia, as práticas e representações

jurídicas não constituíram uma esfera autônoma e

mantiveram estreitas relações com o universo religioso

e mágico. Longe de serem elementos irracionais, os

elementos simbólicos são decisivos para que as

formulações jurídicas se expressem em conformidade

com os princípios que organizam mentalmente a

sociedade.

Palavras-chave: Mesopotâmia – direito – religião

– simbolismo jurídico